Agências anti-doping pedem exclusão da Rússia de esportes intenacionais

"Não levem a serio essas declarações. Trata-se de um ataque destinado tirar o crédito do esporte russo", denunciou o vice-primeiro ministro

 O objetivo é que os servidores possam desfrutar das festividades de fim de ano, Natal e Réveillon, de forma mais tranquila economicamente O objetivo é que os servidores possam desfrutar das festividades de fim de ano, Natal e Réveillon, de forma mais tranquila economicamente - Foto: Divulgação

Os dirigentes de 19 agências nacionais anti-doping pediram que a Rússia seja proibida de participar e receber competições esportivas internacionais, incluindo a Copa de Mundo de futebol de 2018, até que o país encontre um sistema efetivo para combater o uso de substâncias proibidas.

Em um comunicado publicado depois de uma reunião em Dublin, as agências nacionais pediram que a Agência Mundial Anti-doping (AMA) assuma a investigação, atualmente nas mãos do Comitê Olímpico Internacional. A organização apura o possível programa nacional de doping que beneficiou a mais de 1.000 atletas russos, segundo as conclusões de um informe do juiz canadense Richard McLaren.

A Rússia, que nega as acusações, vai organizar a Copa do Mundo de futebol de 2018 sob a suspeita de desonestidade esportiva dos últimos anos.

As agências que assinaram o comunicado, entre elas Espanha, Alemanha, França e Estados Unidos, admitiram que os atletas russos que passaram por inúmeros testes deveriam poder competir, mas sem bandeira.

"Esperamos que estas propostas ajudem ao esporte superar estes tempos escuros e abrir o caminho para um futuro brilhante", afirma o comunicado.

"Mas para isso, temos que ir passo a passo, e uma das condições é que os responsáveis do sistema estatal de doping da Rússia prestem contas", acrescentou o texto.

A Rússia diminuiu a importância da petição.

"Não levem a serio essas declarações. Trata-se de um ataque destinado tirar o crédito do esporte russo", denunciou o vice-primeiro ministro russo, Vitali Mutko, segundo a agência R-Sport, citada por Ria Novosti.

Veja também

No Paraná, jogadores são afastados após suspeita de fraude em teste de Covid
Futebol

No Paraná, jogadores são afastados após suspeita de fraude em teste de Covid

Presidente da UEFA diz que semifinais da Liga dos Campeões não estão ameaçadas
Futebol Internacional

Presidente da UEFA diz que semifinais da Liga dos Campeões não estão ameaçadas