Agora sem Unilever, Bernardinho agradece aos parceiros

Apesar do sucesso de duas décadas, a multinacional deixará de patrocinar o projeto do treinador

Time, agora, receberá somente o nome do Sesc/RJTime, agora, receberá somente o nome do Sesc/RJ - Foto: Divulgação/CBV

Time que detém o maior número de títulos nacionais no País, o Rexona/Sesc/RJ não está imune à crise financeira que atinge os vários setores do Brasil. Apesar de ter ratificado sua qualidade ao tornar-se campeão pela 12ª vez da Superliga feminina, neste domingo (23), e estar sempre presente em campeonatos internacionais, o time do técnico Bernardinho comemora de um lado, mas lamenta de outro. É que, a partir de agora, a Unilever, patrocinadora do projeto do treinador nos últimos 20 anos, não investirá mais no grupo.

"Agora, ao final desta temporada agradeço do fundo do meu coração por tudo que a Unilever fez por nós ao longo desses 20 anos. Foi uma empresa que possibilitou o desenvolvimento de tantos jovens de qualidades. É um parceiro do voleibol brasileiro que tem que ser reconhecido", afirmou Bernardinho, logo após a vitória na final contra o Vôlei Nestlé/SP, por 3 sets a 2.

No ano passado, a Unilever comunicou sobre a mudança de estratégia de investimentos e o time se uniu ao Sesc do Rio de Janeiro, que decidiu dividir a conta da equipe com o objetivo de associar o nome da instituição um time campeão e, assim, estimular a prática da modalidade entre crianças e atrair alunos para as unidades do Rio, onde o vôlei é ensinado atualmente em nove unidades – o mesmo aconteceu no masculino, com o Sesc/RJ, comandado pelo ex-jogador Geovani Gávio, se tornando campeão da Superliga B. Na Superliga que chegou ao fim neste domingo serviu como parte de um processo de transição para o grupo, que agora passa atender pela alcunha de Sesc/RJ.

Veja também

Milan apresenta Mandžukić como reforço até o final da temporada
Futebol Internacional

Milan apresenta Mandžukić como reforço até o final da temporada

Milan vence Cagliari com dois gols de Ibra e reassume liderança isolada do Italiano
Futebol Internacional

Milan vence Cagliari com dois gols de Ibra e reassume liderança isolada do Italiano