Tênis

Alcaraz começa arrasador em Roland Garros, Ons Jabeur e Muguruza são eliminadas

As principais estrelas da competição estreiam nesta segunda-feira (23)

Carlos Alcaraz, tenista espanholCarlos Alcaraz, tenista espanhol - Foto: Anne-Christine POUJOULAT / AFP

Carlos Alcaraz confirmou suas aspirações em Roland Garros ao atropelar o argentino Juan Ignacio Londero no primeiro dia do torneio parisiense em que as principais surpresas vieram no feminino, com a eliminação de duas Top 10: Ons Jabeur e Garbiñe Muguruza. 

Aguardando os outros dois grandes candidatos ao título que estreiam nesta segunda-feira (230, o sérvio Novak Djokovic e o espanhol Rafael Nadal, o jovem Alcaraz (de 19 anos) foi a principal atração deste domingo em Roland Garros e o número 6 do mundo não decepcionou os espectadores presentes na imponente quadra Philippe Chatrier. 

Num jogo em que foi jogando cada vez melhor, Alcaraz venceu o argentino Londero (N.141) por 6-4, 6-2 e 6-0, em 1h50 de jogo, em que o espanhol acumulou mais winners (22 contra 10) e menos erros não forçados (25 contra 37).

"Jogar aqui é especial, este torneio é um dos primeiros que que assisti quando era criança e fazê-lo na frente de todos é um prazer", disse Alcaraz, ainda na quadra, admitindo que "no início" foi um pouco difícil se adaptar às dimensões gigantes da quadra central parisiense. 

"Com o apoio das pessoas ficou mais fácil. Eu sabia que Londero é um grande lutador e um grande jogador, ele teve jogos antes e foi difícil para a primeira fase, mas me ajuda a pegar o ritmo e me adaptar a jogar nesta quadra", acrescentou Alcaraz, cujo adversário na segunda fase será o seu compatriota Albert Ramos (N.42).

- Zverev avança com autoridade -
O alemão Alexander Zverev, número 3 do mundo e semifinalista em Paris no ano passado, também avançou para a segunda fase mostrando um tênis de alto nível. Ele derrotou o austríaco Sebastian Ofner (nº 218) com parciais de 6-2, 6-4 e 6-4. 

Seu próximo oponente será o argentino Sebastián Báez ou o sérvio Dusan Lajovic

Entre os 10 melhores, quem esteve perto de se despedir na primeira partida foi o canadense Feliz Auger-Aliassime (N.9), que virou após estar perdendo por dois sets a zero contra o peruano Juan Pablo Varillas (N.122) e terminou vencendo por 2-6, 2-6, 6-1, 6-3 e 6-3 em 3h14 de jogo. 

"No final, a experiência que ele tem neste tipo de jogo de cinco sets foi perceptível", admitiu Varillas.

Quem conseguiu um triunfo de prestígio foi o boliviano Hugo Dellien contra Dominic Thiem, embora o austríaco, duas vezes finalista em Paris (2018 e 2019), não seja o mesmo jogador desde que sofreu uma lesão no pulso no ano passado da qual ainda não parece totalmente recuperado. 

Dellien, de 28 anos, pode chegar à terceira fase de um Grand Slam pela primeira vez em sua carreira se vencer o russo Karen Khachanov (N.24). 

O argentino Diego Schwartzman (N.16) cumpriu as previsões embora tenha sofrido mais do que o esperado para vencer o russo Andrey Kuznetsov (N.227 e vindo do qualy) com parciais de 6-3, 1-6, 6-4 e 6-2. 

"Foi um bom jogo, mas para vencer os melhores tenho que melhorar muitas coisas", declarou Schwartzman, semifinalista em 2020 e tendo chegado às quartas de final em 2018 e 2021, em entrevista coletiva, e que pode enfrentar o sérvio Novak Djokovic, número 1 do mundo, nas oitavas. 

Na segunda fase, ele enfrentará o espanhol Jaume Munar (N.91).

- Surpresas no feminino -
O búlgaro Grigor Dimitrov, o americano John Isner, o russo Karen Khachanov e o holandês Botic van de Zandschulp foram os outros cabeças-de-chave classificados para a segunda fase, enquanto o espanhol Alejandro Davidovich e o americano Jenson Brooksby ficaram de fora (este eliminado pelo veterano uruguaio Pablo Cuevas). 

As principais surpresas do dia vieram do torneio feminino. A tunisiana Ons Jabeur (N.6), que apareceu em Paris com o melhor retrospecto da temporada no saibro (17 vitórias e 3 derrotas) e como uma das candidatas a chegar às últimas fases, perdeu para a polonesa Magda Linette (N.52) em três sets: 3-6, 7-6 (7/4) e 7-5.

"Obviamente eu esperava fazer melhor, mas talvez se algo ruim acontece agora é para algo bom no futuro", tentou se consolar Jabeur, de 27 anos, a primeira tenista árabe a subir no topo do ranking da WTA.

Muguruza vinha de uma temporada muito pior até agora e a tenista espanhola nascida em Caracas confirmou as piores previsões ao perder para a estoniana Kaia Kanepi (N.46), por 2-6, 6-3 e 6-4. 

Com as duas principais candidatas ao título, a polonesa Iga Swiatek, número 1 do mundo, e a tcheca Barbora Krejcikova, atual campeã em Paris, estreando nesta segunda-feira, Maria Sakkari a tenista mais bem classificada que jogou neste domingo, venceu com facilidade a francesa Clara Burel (N.94) com parciais de 6-2 e 6-3.

Veja também

Santa Cruz acerta retorno do meia Chiquinho
Futebol

Santa Cruz acerta retorno do meia Chiquinho

Sander reforça importância de mando de campo na Série B
Futebol

Sander reforça importância de mando de campo na Série B