Alexis Sánchez se machuca e não enfrenta Colômbia

O atacante sofreu uma lesão muscular e

O ministro Raul Jungmann não descartou a hipótese de motivação política para o atentado a BolsonaroO ministro Raul Jungmann não descartou a hipótese de motivação política para o atentado a Bolsonaro - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O atacante Alexis Sánchez sofreu nesta terça-feira (8) uma lesão muscular durante o último treino da seleção chilena em Santiago, antes de viajar a Barranquilla, e não enfrentará a Colômbia nas eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia 2018. Com 27 anos, ele sentiu dores durante a movimentação, causando preocupação imediata na comissão técnica do treinador argentino Juan Antonio Pizzi, e foi levado pelos médicos da equipe para fazer exames, que confirmaram a lesão.

"O atleta permanecerá em Santiago para tratamento e será reavaliado para a partida contra o Uruguai", na próxima terça-feira, anunciou a Federação Chilena em comunicado, explicando que o jogador sofreu "uma lesão muscular de baixo grau".

O desfalque de Alexis é um duro golpe para o Chile, que apostava no atacante, em grande fase no Arsenal, para o confronto contra a Colômbia. O restante da seleção chilena deixou Santiago nesta terça-feira rumo a Barranquilla, onde finalizará a preparação para o duelo contra a Colômbia. A 'Roja' também não contará com Gary Medel (Inter de Milão), suspenso, mas que volta contra o Uruguai.

O Chile chega ao duelo na 5ª colocação das eliminatórias sul-americanas, na zona de repescagem, após ser beneficiado pela decisão da Fifa de punir a Bolívia pela escalação indevida de Nelson Cabrera no duelo entre as duas seleções em Santiago, em setembro. Em campo, o jogo terminou 0 a 0.

Veja também

Organização pernambucana busca título continental no PUBG Mobile
Esports

Organização pernambucana busca título continental no PUBG Mobile

Velocidade, pressão e tecnologia, o futebol ficou mais 'difícil' depois de Pelé
Rei 80

Velocidade, pressão e tecnologia, o futebol ficou mais 'difícil' depois de Pelé