Náutico

Aliviado, Kleina vê vitória como fator para 'readquirir confiança'

De acordo com o treinador, triunfo sobre o Oeste também foi importante para time voltar a ter estabilidade em campo

Gilson Kleina comemora gol com KiezaGilson Kleina comemora gol com Kieza - Foto: Antonio Cicero/Photo Press/Folhapress

A pressão pelo resultado positivo no Náutico vinha crescendo ao passar das rodadas. Com os seis jogos consecutivos sem triunfar, o Alvirrubro foi da briga pelo G4 à proximidade da zona da degola. Com os três pontos conquistados sobre o Oeste na noite desta terça-feira (20), o Timbu não conseguiu se afastar tanto do Z4, mas ganha um alento para a sequência da Série B. 

Para o técnico Gilson Kleina, apesar da atuação não convincente, o mais importante diante do lanterna da competição era voltar a encontrar o caminho das vitórias. Segundo ele, o resultado faz com que o grupo retome a confiança para realizar bons jogos. "O mais importante foi o Náutico ter vencido, Kieza ter feito gol, e os atletas voltarem para casa alegres. Que a gente mantenha esse nível de confiança, mas com os pés no chão. Foi um desempenho aceitável, um desempenho onde entendemos que a leitura devia ser um pouco diferente para readquirirmos essa confiança, e poder tomar a sequência de resultado positivo", falou o treinador alvirrubro.

Segundo Kleina, mais que a pressão pela vitória frente o lanterna, a cobrança era por uma evolução do time dentro das partidas. Sem vencer há seis jogos e sem balanças as redes em cinco, o Timbu vinha fazendo tempos distintos nos últimos compromissos. 

"Você sabe que quando vai enfrentar uma equipe nesta situação, você acha que é jogo fácil, mas não existe jogo fácil. Trabalhamos nesta situação, colocando que não podíamos ver a posição do Oeste, não podíamos ver os números dele. Porém, teríamos que olhar para dentro, olhar o que estamos fazendo, era importante competir nos dois tempos. Contra a Ponte, jogamos bem o primeiro tempo, caímos muito no segundo e perdemos o jogo. Foi uma semana de tomada de decisões, de muita coragem", relatou. 

Veja também

Fora contra o CRB, Dudu, Vinícius e Paiva seguem como baixas no Náutico
Náutico

Fora contra o CRB, Dudu, Vinícius e Paiva seguem como baixas no Náutico

Sem alarde, Martelotte descarta falta de concentração no time pós-classificação
Santa Cruz

Sem alarde, Martelotte descarta falta de concentração no time pós-classificação