Alvirrubros lamentam chances desperdiçadas no PV

Breno, Gilmar e Giovanni tiveram chances de empatar, mas falharam e não evitaram o tropeço

Gilmar marcou dois gols pelo Náutico na Série BGilmar marcou dois gols pelo Náutico na Série B - Foto: Paullo Allmeida

“A pior coisa é sair derrotado sabendo que você poderia ganhar”. O zagueiro Breno resumiu o sentimento dos jogadores do Náutico após a derrota por 1x0 para o Ceará, no Presidente Vargas, pela Série B 2017. Tanto o defensor como os demais atletas do time frisaram a tristeza por conta das diversas chances desperdiçadas no jogo, inclusive a de um pênalti, batido por Giovanni.

“O gol que tomamos foi bobeira nossa. Temos que trabalhar agora porque ainda dá para sair dessa situação. Temos que fazer valer o mando de campo. A bola que não entrou hoje tem que entrar em casa, contra o Brasil de Pelotas”, afirmou o meia Diego Miranda.“ Fizemos um bom jogo e a pior coisa que tem é sair derrotado sabendo que poderia ganhar”, completou Breno.

Para o atacante Gilmar, o time não teve a atenção necessária para deixar o PV com pelo menos um ponto na bagagem. “O resultado foi injusto. Pela intensidade do nosso time, podíamos vencer. Pecamos na finalização. Temos agora dez dias para nos preparamos e, com o apoio do torcedor, conseguir a vitória. Precisamos levantar a cabeça. Faltou concentração, foco, mas não podemos deixar a ansiedade tomar conta da gente”, frisou.

Veja também

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico
Futebol

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'
Opinião

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'