Anselmo evita projeção de gols e cita que Timbu precisa ser mais equilibrado

Atacante quer superar marca de 2016, quando balançou as redes 23 vezes

Centroavante comemora gol marcado contra o Santa CruzCentroavante comemora gol marcado contra o Santa Cruz - Foto: Jedson Nobre/Arquivo Folha

O atacante Anselmo ainda não conseguiu uma sequência grande de jogos pelo Náutico. Ele esteve em campo em apenas cinco oportunidades, sendo três pela Copa do Nordeste e duas pelo Campeonato Pernambucano. O atleta balançou as redes três vezes – foram dois gols na goleada por 9x0 diante do Uniclinic, pelo Regional, e um no empate em 1x1 com o Santa Cruz, no Estadual. Uma média que não está ruim, mas que também não deixa o centroavante acomodado. Embora tenha evitado fazer projeções de gols para 2017, o centroavante não se esquivou da responsabilidade de ser uma referência no setor ofensivo.

“Falar em projeção é complicado, eu não gosto. Mas eu quero superar os gols que fiz no ano passado. Acho positiva (a média), mas sei que posso evoluir ainda mais. O ritmo de jogo ainda não está ideal”, salientou. Em 2016, pelo Fortaleza, o atacante marcou 23 tentos – ele foi o vice-artilheiro do futebol brasileiro na temporada.

O Náutico entra em campo nesta quarta (5), diante do Central, na Arena de Pernambuco, pela nona rodada do Estadual. No treinamento desta segunda (3), o técnico Milton Cruz deu a entender que deve poupar três jogadores do time principal: o goleiro Tiago Cardoso, o lateral-esquerdo Manoel e o atacante Erick. Na atividade, a equipe trabalhou com Jefferson; David, Tiago Alves, Ewerton Páscoa e Giovani; Darlan, Rodrigo Souza, Marco Antônio e Dudu; Jefferson Nem e Alison. No decorrer do coletivo, Milton realizou alguns testes, acionando Manoel e Maylson entre os titulares, nas vagas de Nem e Darlan.

Para Anselmo, o período de mais de uma semana sem jogos pode servir para que o Timbu volte mais organizado na reta decisiva do Pernambucano. “Precisamos de um equilíbrio maior, trazendo mais segurança para a defesa. Também sabemos a importância da marcação lá na frente, fazendo com que a bola chegue mastigada lá atrás. Precisamos melhorar nosso posicionamento também. Milton tem cobrado o time, pedindo para ficarmos mais coesos. Sabemos que, evoluindo como um grupo, nós vamos chegar mais longe”, destacou.

Sem preferências

Salgueiro, Santa Cruz ou Sport? Ao ser perguntado sobre qual time preferia enfrentar na semifinal do Estadual, Anselmo foi incisivo. “Não escolho. Independente do adversário, nós temos que passar. Salgueiro tem sido a melhor equipe, mas Santa e Sport tem força e tradição”, reforçou. Na quarta posição do Hexagonal do Título, com 12 pontos, o Timbu pegaria, se a competição acabasse hoje, o Carcará.

Veja também

Acompanhe o lance a lance entre Fluminense x Sport
Serie A

Acompanhe o lance a lance entre Fluminense x Sport

Técnico Adilson Batista tem melhora e deve deixar UTI
Futebol

Técnico Adilson Batista tem melhora e deve deixar UTI