Santa Cruz

Antes com mando de campo favorável, Santa enxerga prejuízo em finais na Arena

Tricolor tem a melhor campanha do Campeonato Pernambucano, líder com 22 pontos e vaga assegurada na semifinal

Presidente do Santa Cruz, Constantino JúniorPresidente do Santa Cruz, Constantino Júnior - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Com oito partidas, sete vitórias e um empate, o Santa Cruz se mantém invicto e assegura a melhor campanha no Campeonato Pernambucano 2020. Feito que rendeu a ponta da tabela, com 22 pontos e garantia de uma das vagas à semifinal da competição. Para tanto, a Cobra Coral certamente contou com o aconchego do Arruda, que foi palco de cinco triunfos, só no Estadual, no início da temporada. 

Para a tristeza do time tricolor, seu amuleto, no entanto, pode não ser utilizado no decorrer da competição local. Isso porque, na noite dessa sexta, a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) divulgou a tabela do campeonato com alguns detalhes dos duelos. No documento, fica claro que as duas partidas da final do Estadual serão disputadas na Arena de Pernambuco. Afirmativa que não se aplica às quartas de final e as semis, uma vez que o local/locais dos confrontos ainda não foram definidos, pelo menos oficialmente. A tendência, por outro lado, é que os jogos dessas fases sejam ancorados também na Arena. 
 

A expectativa era que a divulgação completa do local onde todas as fases remanescentes vão acontecer saísse na sexta-feira, junto às datas, antes divulgadas, e horário das partidas. Mas não foi o que aconteceu, com possibilidade, inclusive, que outros ajustes sejam feitos na tabela até o reinício da competição, no dia 19 de julho. Os dois jogos da final, por outro lado, foram confirmados em São Lourenço da Mata.

Em conversa com a Folha, o presidente da FPF, Evandro Carvalho, afirmou que caso as fases finais, quartas e semis, forem jogadas na Arena de Pernambuco não existirá mando de campo para nenhuma equipe. “É uma tendência isso. O único estádio que tem as condições de isolamento em Pernambuco é a Arena. Não tem o que discutir. Se a determinação é jogar na Arena, não tem mando de campo”, disse. 

Negativa que gerou discordância por parte do presidente do executivo do Santa Cruz, Constantino Júnior. Segundo o dirigente, o Tricolor pode ser prejudicado na competição caso essa tendência seja confirmada, uma vez que, na perspectiva dele, o Arruda tem condições de receber a semifinal. 

“Se sente, sim (prejudicado). Eu vejo uma incoerência. Se dissesse: todo jogo agora vai ser na Arena, eu poderia discordar, mas pelo menos eu iria ver uma coerência. Como é que a oitava rodada pode ser disputada nos estádios de origem e só as finais serem disputadas na Arena? Quem teria semifinal em casa era o Santa. O fato de ser em casa, conhecer o campo, o lado psicológico é importante e a gente se credenciou a isso", declarou. 

"A gente acha que o Arruda tem toda condição de fazer os procedimentos de segurança sanitária para se ter um jogo de futebol. Até porque no Brasileiro vamos jogar lá (no Arruda). Serve para o Brasileiro, e não serve para o Estadual? Não entendo isso. Vamos aguardar essa divulgação, para a partir disso, a gente se manifestar de maneira oficial, mas já falei numa reunião virtual com a federação que eu acho uma incoerência poder acontecer na oitava rodada e não poder nas fases finais", completou. 

Veja também

Dal Pozzo elogia espírito da equipe e projeta evolução
Futebol

Dal Pozzo elogia espírito da equipe e projeta evolução

Náutico fica no 0x0 com o Operário/PR
Futebol

Náutico fica no 0x0 com o Operário/PR