A-A+

Apático em casa, Náutico é derrotado pelo Ferroviário

Alvirrubro não conseguiu superar a proposta defensiva dos cearenses e perdeu por 1x0, neste domingo (12)

Lance de Náutico x Ferroviário Lance de Náutico x Ferroviário  - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Com um futebol limitado, o Náutico amargou o segundo revés na Terceira Divisão do Campeonato Brasileiro de 2019. Neste domingo (12), o Alvirrubro recebeu o Ferroviário/CE, no estádio dos Aflitos, e acabou derrotado por 1x0, com gol de Jefferson Caxito, aos treze minutos do segundo tempo. De quebra, perdeu o técnico Márcio Goiano, demitido após a partida. Com o resultado, o Timbu se manteve na quinta posição do Grupo A da Série C, com três pontos. Já o Ferroviário foi a sete pontos e assumiu a liderança.

Na próxima rodada, o Náutico visita o Treze/PB, no sábado (18), às 19h15, enquanto o Ferroviário recebe o Globo/RN, na segunda-feira (20), às 20h. Antes, porém, o Timbu recebe o Campinense/PB, na quarta-feira (15), às 19h30, no confronto da volta da fase classificatória da Copa do Nordeste.

Jogo
Náutico e Ferroviário fizeram um primeiro tempo paupérrimo em criação ofensiva. A proposta dos visitantes era clara, ter uma defesa forte e aproveitar as oportunidades para tentar fazer o placar. Com uma linha de quatro bem postada, os cearenses povoaram o meio de campo e o Timbu, sem muita criatividade, acabou preso. O time trocou muitos passes, teve maior posse de bola, mas pouco desenvolveu. A armação tática com três volantes e os laterais atuando de forma retraída deixou a equipe sem ligação entre a saída de bola e os atacantes. É tanto que Wallace Pernambucano recuou para buscar jogo em vários momentos.

A primeira chance do jogo só saiu aos 26 minutos, quando Hereda cruzou e Sueliton tentou escorar, sem sucesso. Aos 35, Josa arriscou de fora da área e a bola quicou no gramado, exigindo um pouco mais do goleiro Nícolas, que pouco trabalhou. Pelo Ferroviário, a única chance de maior perigo sequer foi criada pela equipe. Após um bate-rebate, Caxito aproveitou a bola e arrematou, para a defesa de Bruno. Foram 47 minutos tão sonolentos que o torcedor reclamou, e o técnico Márcio Goiano fez cara de poucos amigos ao sair para o intervalo.

Leia também:
Náutico leva gol no último minuto e cai na Copa do Nordeste
Fernando Lombardi é o novo reforço do Náutico
Náutico não chega em uma final fora do Estado há 30 anos


Na metade final, o treinador optou por iniciar com Tarcísio Martins no lugar de Wagninho. Mas o cenário não mudou muito, o Timbu continuou sem conseguir criar oportunidades para chegar à meta do time cearense, que seguiu retrancado. A alternativa encontrada por Odilávio foi tentar de fora da área, com um bonito chute que obrigou Nícolas a fazer uma defesa de mão trocada, aos seis minutos. Ficou nisso.

O Náutico não conseguiu se desprender dos bloqueios do Ferroviário e, afobado com a situação, acabou batendo cabeça e vendo o adversário abrir o placar. Aos 13 minutos, Janeudo desceu com velocidade pela esquerda, Bruno saiu para fazer a defesa, mas o meia tocou para Caxito, que finalizou para o fundo das redes.

Com o gol dos cearenses, o Náutico tentou avançar mais o jogo, mas faltou qualidade. O retrato da dificuldade alvirrubra na partida foi Wallace Pernambucano, que caiu duas vezes na pequena área cobrando pênalti e o máximo que conseguiu foi um cartão amarelo por reclamação. Na metade final da etapa, Josa deixou o campo após um mal-estar e deu lugar a Jhonnatan.

Com a entrada do volante, Hereda acabou caindo mais pela esquerda e, aos poucos, o time conseguiu se ajustar e descer com mais velocidade. Ainda assim, custou a levar perigo. As melhores chances saíram nos minutos finais. Aos 39, Hereda levantou a bola na área em cobrança de falta e Sueliton cabeceou bem. A bola explodiu no travessão. Pouco depois, a bola ficou solta na área cearense, Wallace tentou, Tarcísio tentou, mas ninguém conseguiu aproveitar a falha adversária. Nos acréscimos, quem quase ampliou foi o Ferroviário, que desceu novamente de forma rápida e Caxito ficou em frente à Bruno, que dessa vez saiu bem do gol.

Ficha técnica
Náutico 0

Bruno; Hereda, Camutanga, Sueliton e Josa (Jhonnatan); Jiménez, Luiz Henrique e Wagninho (Tarcísio Martins); Thiago, Odilávio e Wallace Pernambucano. Técnico: Márcio Goiano

Ferroviário 1
Nícolas; Osvaldir, Da Silva, Afonso e Michael; Mazinho, Gleidson (Jean Henrique), Leanderson (Jonathas) e Janeudo; Léo Jaime (Juninho Arcanjo) e Jeferson Caxito. Técnico: Marcelo Vilar

Local: Aflitos (Recife/PE)
Árbitro: Diego da Silva Castro (PI)
Assistentes: Thyago Costa Leitao e Mauro Cezar Evangelista de Sousa (ambos do PI)
Gols: Jefferson Caxito (aos 13’ do 2ºT)
Cartões amarelos: Camutanga, Hereda (N); Janeudo, Leanderson, Gleidson, Mazinho (F)
Público: 2.635 torcedores
Renda: R$ 22.395

Veja também

Náutico divulga protocolo para o torcedor que for ao jogo contra o CRB, na Arena
Náutico

Náutico divulga protocolo para o torcedor que for ao jogo contra o CRB, na Arena

Classificados definidos: veja como ficaram os grupos do quadrangular de acesso da Série C
Série C

Classificados definidos: veja como ficaram os grupos do quadrangular de acesso da Série C