Apelação do City de exclusão da Champions será analisada

Equipe contesta a exclusão por dois anos das competições europeias por ter infringido as regras do fair-play financeiro

Gabriel Jesus foi um dos destaques do triunfo do CityGabriel Jesus foi um dos destaques do triunfo do City - Foto: Javier Soriano/AFP

A apelação do Manchester City, que contesta a exclusão por dois anos das competições europeias por ter infringido as regras do fair-play financeiro, será estudada entre 8 e 10 de junho pela Corte Arbitral do Esporte, anunciou nesta terça-feira (19) o órgão.

O CAS, com sede em Lausane, na Suíça, confirmou em final de fevereiro ter recebido a apelação do clube inglês. O pedido do City rebate a decisão da Comissão de Controle Financeiro dos Clubes (ICFC) de 14 de fevereiro de 2020.

Leia também:
Jogo da Champions pode ter propagado coronavírus em Liverpool, diz prefeito
Uefa adia partida das Champions e Europa League


Com esta decisão, o órgão de controle financeiro da Uefa decidiu excluir o atual campeão inglês das Copas europeias nas próximas duas temporadas, além de aplicar uma multa de 30 milhões de euros. Questionado pela AFP, o CAS "ainda não sabe" se a audiência será conduzida por videoconferência ou pessoalmente.

O Manchester City é acusado de ter supervalorizado os valores de seus contratos de patrocínio nas contas correspondentes ao período 2012-2016. O prejuízo financeiro que o City sofreria por uma ausência da Liga dos Campeões superaria os 100 milhões de euros por ano.

Veja também

Ginástica e vôlei brasileiros se destacam no primeiro dia da Olimpíada
Jogos Olímpicos

Ginástica e vôlei brasileiros se destacam no primeiro dia da Olimpíada

Brasileiros são eliminados na estreia do tênis em Tóquio
Olímpiadas

Brasileiros são eliminados na estreia do tênis em Tóquio