Sport

Apesar de preferir Ilha, Sport não vê problemas em atuar na Arena no fim do PE

Apesar de admitir atuar no estádio localizado em São Lourenço, Rubro-negro só aceita retorno do Estadual depois do dia 12

Lucas Drubscky, executivo de futebol do SportLucas Drubscky, executivo de futebol do Sport - Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife

No último domingo (28), a Federação Pernambucana de Futebol (FPF), publicou o protocolo indicando as medidas que deverão ser adotadas para o fim do Estadual 2020. Entre elas, a entidade afirma que os jogos deverão acontecer em locais sem aglomeração em volta, fazendo com que as partidas, a partir do mata-mata, sejam disputadas na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata. Em contato com a reportagem da Folha de Pernambuco, o diretor executivo do Sport, Lucas Drubscky, falou sobre a possibilidade do Leão atuar longe da Ilha do Retiro, caso avance à fase final. 

"A nossa casa é a Ilha, e sempre vai ser. Sempre que pudermos atuar lá, vamos jogar. A partida com o Santa Cruz será lá, até onde eu sei. Em relação ao mata-mata não sei como vai ser ainda. Entretanto, sou da linha de raciocínio que prefiro que joguemos na Ilha. Se for para jogar na Arena, vamos jogar, pois sempre fomos bem recebidos lá, é uma segunda casa para nós. Se for por medida de segurança não há o que fazer, jogaremos lá. Mas, se depender de nós, vamos optar sempre pela Ilha", ressaltou o dirigente.

Ainda sobre a volta do Pernambucano, a FPF estuda retomar a competição no dia 05 de julho. Porém, segundo Drubscky, o Sport não aceitará jogar antes do dia 12. "Dia 05 é muito cedo para voltar a jogar. Trabalhamos com a data do dia 15, e dependendo da situação, podemos aceitar jogar no dia 12. Menos que isso, impossível", finalizou.

Veja também

Após parceira, Santa anuncia dois atletas do Athlético/PR
Santa Cruz

Após parceira, Santa anuncia dois atletas do Athlético/PR

CBF divulga tabela da Série B
Futebol

CBF divulga tabela da Série B, que começa dia 7 de agosto