Após eliminação, rubro-negros evitam falar de vexame

Poucos atletas concederam entrevista após a eliminação na Copa do Brasil e, ainda assim, falaram pouco

Volante Charles, do Sport. Volante Charles, do Sport.  - Foto: Paullo Allmeida

Foi uma noite em que quase tudo deu errado para o Sport. Desde vários gols perdidos por Hernane Brocador até mesmo falhas do ídolo Magrão, responsável direto por dois dos três gols marcados pelo Tombense/MG. Entre vários supostos responsáveis apontados pela torcida por essa eliminação precoce na Copa do Brasil, poucos jogadores conseguiram explicar a noite desastrosa do time no Almeidão, na cidade de Tombos, interior de Minas Gerais.

Na saída de campo, um dos poucos que concedeu entrevista foi o volante Charles, que também não teve uma boa atuação diante do Tombense/MG. “Falar o que nessas horas, né? Não tem muito o que explicar. Perdemos e estamos fota. É isso”, declarou Charles, evitando dar maiores explicações.

Leia também:
Em noite desastrosa, Sport perde e está fora da Copa do Brasil
Bivar aponta desentrosamento e parabeniza o Tombense

Com a eliminação, o Sport deixou de faturar R$ 625 mil que seriam pagos pela participação na Segunda Fase, o que não aconteceu. Em crise financeira, era uma verba mais do necessária para estabilizar as finanças do clube.

Veja também

“Não dá tempo para lamentar, não pode abaixar a cabeça”, diz Jair Ventura após derrota do Sport
Sport

“Não dá tempo para lamentar, não pode abaixar a cabeça”, diz Jair Ventura após derrota do Sport

Após nova intervenção decisiva do VAR, Sport perde no Rio para o Fluminense por 1 a 0
Sport

Após nova intervenção decisiva do VAR, Sport perde no Rio para o Fluminense por 1 a 0