Sport

Após empate com a Chape, Sport tem início similar ao de 2022 como visitante na Série B

Na temporada passada, Leão teve a pior campanha de sua história longe do Recife na Segundona

Gabriel Santos tenta jogada contra a ChapeGabriel Santos tenta jogada contra a Chape - Foto: Rafael Bandeira/SCR

Ano passado, apesar da Série B ser considerada a maior de todos os tempos, devido a participação de equipes como Bahia, Cruzeiro, Grêmio, Sport e Vasco, o sentimento do torcedor rubro-negro ao ver os outros quatro favoritos subindo de divisão foi de que a equipe poderia ter ido mais longe. Principalmente se a campanha longe do Recife fosse regular. O Leão fechou a competição na 7ª posição, cinco pontos atrás do Vasco, último time a garantir vaga na Série A. Porém, as atuações distantes da Ilha do Retiro foram determinantes para tal campanha. Não à toa, na era dos pontos corridos da Segundona, o Sport teve seus piores números na condição de visitante em 2022. 

Na atual edição, após seis jogos já somados fora de casa, a campanha é similar a do ano passado. Fato que já tem deixado os torcedores em alerta. Ainda mais por saberem que o elenco de 2023 é superior àquele que teve 22,8% de aproveitamento distante da capital pernambucana durante toda a trajetória na última Série B. Na temporada passada, no recorte dos seis primeiros compromissos fora, o Sport acumulou um aproveitamento de 33,3% dos pontos disputados. Empatou com Guarani, Criciúma e Novorizontino, perdeu para CSA e Bahia, e derrotou a Chapecoense

Neste ano, depois do empate em 1x1 com a Chape, na última terça-feira (27), o torcedor leonino viu a equipe da Praça da Bandeira chegar ao quarto resultado de igualdade como visitante. Além disso, o Sport soma um revés para o Criciúma e um resultado positivo construído sobre o Londrina. São 5% de aproveitamento a mais que em 2022: 38,8%. Número que faz o time de Enderson Moreira ser apenas o 10º melhor no quesito. 

Dos empates, dois deixaram os rubro-negros com sentimento de frustração. Um deles foi exatamente o desta semana, na Arena Condá. O Sport vencia a Chapecoense até os 44 minutos do segundo tempo, quando Bruno Nazário empatou para os donos da casa. Na oportunidade, apesar de lamentar o resultado, o técnico Enderson Moreira valorizou o ponto conquistado.

"Estávamos muito perto de conquistar os três pontos, mas acontece, não dá para ficar lamentando. O importante é pontuar e andar uma casa sempre que possível”, salientou.

O outro resultado que poderia ter sido diferente, na visão dos torcedores, aconteceu diante da Ponte Preta, pela 12ª rodada. No Moisés Lucarelli, o Leão saiu atrás no placar, viu o Alvinegro ter um jogador expulso no primeiro tempo, e empatou com Juba ainda nos acréscimos da etapa inicial. No entanto, apesar da superioridade numérica, não conseguiu virar o placar. 

Apesar da campanha aquém fora de casa, neste final de semana o Sport entra em campo onde está com 100% de aproveitamento na Série B. Às 18h, recebe o Ceará, na Ilha do Retiro, pela 15ª rodada, adversário direto na briga pelo acesso. 

Veja também

Em jogo morno, Sport empata com Ceará, no Castelão, mas segue no G4 da Série B
Série B

Em jogo morno, Sport empata com Ceará, no Castelão, mas segue no G4 da Série B

Argentina vence Canadá em abertura da Copa América 2024
Futebol

Argentina vence Canadá em abertura da Copa América 2024

Newsletter