Após queda de rendimento, Vasco faz contas para o acesso à Série A

Clube carioca teve ótimo primeiro semestre, mas não conseguiu ir bem após as Olimpíadas

Raquel LyraRaquel Lyra - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Campeão carioca e invicto por sete meses (34 jogos). Quem acompanhou o Vasco no primeiro semestre não tinha dúvidas de que a Série B seria cumprida e vencida sem dificuldades. Porém, após uma queda de rendimento vertiginosa, a equipe chega às últimas cinco rodadas sem o acesso garantido e fazendo contas.

Na vice-liderança, o time está, atualmente, a cinco pontos de distância do quinto colocado, o Bahia. De acordo com o matemático Tristão Garcia, as chances de subir são grandes, em torno de 92%.

As atuações irregulares, porém, preocupam. Considerando somente o segundo turno da competição, o Vasco é somente o 10º colocado. A três pontos do líder Atlético-GO, o título simbólico da Série B parece já ficar em segundo plano.

"Tem que entender que toda a responsabilidade está em cima do Vasco. Venho alertando há muito tempo: jogar segunda divisão é algo particular, há jogadores específicos para a segunda divisão. Existe obrigação de ganhar, e isso pesa, tem que ter cuidado. Claro que o Vasco é protagonista. Sei que é difícil. Não vai existir nenhuma foto se a gente for campeão. Ninguém vai pintar aqui faixa de que o Vasco foi campeão da Série B. Temos que alcançar o objetivo de subir e, em dezembro, fazer retrospecto do que foi bom e ruim", declarou o técnico Jorginho.

As próximas cinco rodadas do Vasco são: Brasil de Pelotas (fora), Luverdense (casa), Bragantino (fora), Criciúma (fora) e Ceará (casa).

Veja também

Aliviado, Kleina vê vitória como fator para 'readquirir confiança'
Náutico

Aliviado, Kleina vê vitória como fator para 'readquirir confiança'

Sai, zica! Náutico encerra jejum e bate Oeste fora de casa
Série B

Sai, zica! Náutico encerra jejum e bate Oeste fora de casa