Santa Cruz

Após queda, Schulle distribui críticas à arbitragem: ‘simplesmente decidem um jogo’

Treinador foi ácido nas reclamações contra o trio que apitou a partida entre Santa Cruz e Salgueiro, nesta quarta, em que o Carcará se sagrou campeão do Estadual 2020

Itamar Schulle, técnico do Santa CruzItamar Schulle, técnico do Santa Cruz - Foto: Paulo Allmeida/Folha de Pernambuco

O ineditismo desbancou o que pela história foi construído como tradicional. Pela primeira vez, Pernambuco conheceu um campeão do Campeão do Campeonato Pernambuco do interior, título conquistado pelo Salgueiro, no Arruda. O Carcará revidou o baque sofrido em 2015, quando foi derrotado pela Cobra Coral também na final do Estadual. Ao Santa Cruz, nesta quarta-feira (05), um dia que também deve demorar a ser arrancado da memória, principalmente pelo técnico Itamar Schulle.

Após o duelo, o treinador não concedeu entrevista à imprensa, como rotineiro, mas respondeu a perguntas elaboradas pela assessoria do clube. Mesmo com a derrota nas penalidades, algo a ser questionado. De todo modo, o catarinense fez uma análise da partida e teceu duras críticas à arbitragem que mediou a final. 

“Creio que a equipe do Santa Cruz fez um jogo, onde o time criou situações, onde fomos, sem dúvida, todo mundo viu isso, muito prejudicados pela arbitragem. E isso faz a diferença num título. Já jogamos alguns jogos aqui dentro (Arruda), que a primeira falta que Didira fez contra o Botafogo/PB (pelo Nordestão), foi expulso. Contra o Central, Denilson no primeiro lance foi expulso. E hoje, Didira sofreu uma falta para expulsão e o jogo seguiu. A arbitragem tem influenciado diretamente nos resultados do Santa Cruz. Eu não estou me apegando a arbitragem, mas eles simplesmente decidem um jogo, contra ou a favor”, reclamou Schulle.
 

“Numa jogada feita, fizemos o gol e o árbitro anula o gol. Decidir um título pernambucano, com o trabalho de várias pessoas que se dedicam tanto, como se dedica a direção, os funcionários e nós, todos que fazemos parte do Santa Cruz”, Acrescentou. O treinador reclamou de um lance ocorrido também no primeiro tempo da partida, onde o meia Jeremias foi o alvo da jogada. No lance, o meia recebe a bola de Pipico e tem o calcanhar pisado na entrada da área. Os jogadores do Santa pediram pênlati, mas o árbitro marcou falta. Na jogada anterior, também fruto de apontamentos de Schulle, Fabiano cruza rasteiro na área e Jeremias balança as redes, mas o assistente anulou o gol, após, de forma errada, enxergar impedimento do lateral-esquerdo no lance.

 “Teve um gol legítimo que decidiria o título. Não tem como fugir disso. Depois teve uma jogada com Jeremias que o lance está bem claro: ‘nem cartão’? A arbitragem tem sido muito mal com o Santa Cruz, me dói. Hoje, era um título inédito que iríamos conquistar e eles fazem a diferença num jogo. Jogamos com uma equipe forte defensivamente, mas todas as equipes são boas defensivamente”, exprimiu o treinador. 

O Santa Cruz finaliza a edição de número 106º do Estadual com o vice-campeonato - primeiro na história a ser experiementado de maneira invicta por uma equipe -. Além disso, foram oito vitórias e quatro empates ao todo na competição. 

Todas as atenções do Tricolor, agora, se voltam à estreia da Série C do Campeonato Brasileiro 2020. O Santa Cruz, que pelo terceiro ano seguido vai disputar a competição, fará sua estreia fora de casa, neste sábado (08), às 17h, contra o Paysandu. 

Veja também

Corinthians obtém efeito suspensivo, e Jô está livre para enfrentar Sport
Futebol

Corinthians obtém efeito suspensivo, e Jô está livre para enfrentar Sport

Liverpool anuncia contratação de Thiago Alcântara
Futebol Internacional

Liverpool anuncia contratação de Thiago Alcântara