Após recorde pessoal, Primão fala em aprender a vencer

Titular absoluto com Martelotte, o meia comemora maior sequência como titular e detecta o que falta para sair do Z4

Thiago Primão no treino do Santa CruzThiago Primão no treino do Santa Cruz - Foto: Santa Cruz/Rodrigo Baltar

A vinda de Marcelo Martelotte fez bem a Thiago Primão. Titular em todos os seis jogos sob o comando do técnico, o jogador conseguiu engrenar a sua maior sequência na titularidade desde que chegou ao Arruda, no início deste ano. Enfim, ele foi colocado na posição de origem, meio de campo, e ganhou espaço. Começou a temporada atuando na ponta (ataque) e também jogou improvisado como segundo volante, mas agora respira aliviado por estar fazendo o papel de armador.

“Ganhei mais sequência e estou jogando mais no meio de campo. Me sinto bem (assim). Em algumas partidas, tenho errado passes, mas é pelo fato de estar buscando mais o jogo. Ninguém aqui se esconde. Fico feliz por jogar essas partidas”, declarou.

Leia também: 

Primão é testado como volante 

Engasgado com o Londrina, Primão se cobra por primeiro gol 

Há três partidas sem vencer (um empate e duas derrotas seguidas) e afundado na zona de rebaixamento da Série B, o Santa Cruz tem um confronto direto na briga contra a queda. Vai enfrentar o Figueirense, que ocupa a 17ª posição, com 32 pontos, três a mais em relação aos tricolores, 18º colocados. A partida será no próximo sábado (14), no estádio Orlando Scarpelli, em Santa Catarina.

Para Thiago Primão, aprender a vencer os jogos é o que falta para sair da situação crítica e afastar a pressão. Cobrado por resultados, o meia revelou que o elenco trabalha o lado psicológico no dia a dia. O emocional tem atrapalhado as tomadas de decisões dentro de campo.

“Estamos trabalhando bastante a parte psicológica. Conseguimos fazer bons jogos, com um bom ritmo de jogo, mas os resultados não acompanham o nosso desempenho. Conversamos nos vestiários e entendemos que falta aprender a vencer os jogos. Precisamos ter uma cabeça boa. Sabemos das dificuldades, mas temos condições de sair de lá (Santa Catarina) com um bom resultado”, encerrou o atleta coral.

Veja também

“Não dá tempo para lamentar, não pode abaixar a cabeça”, diz Jair Ventura após derrota do Sport
Sport

“Não dá tempo para lamentar, não pode abaixar a cabeça”, diz Jair Ventura após derrota do Sport

Após nova intervenção decisiva do VAR, Sport perde no Rio para o Fluminense por 1 a 0
Sport

Após nova intervenção decisiva do VAR, Sport perde no Rio para o Fluminense por 1 a 0