Esportes

Após reportagem, projeto de jiu-jitsu recebe doação de quimonos

Iniciativa ainda pretende conseguir mais acessórios para ajudar em atividades complementares à prática do esporte

Leonardo Siqueira, um dos professores, e seus discípulosLeonardo Siqueira, um dos professores, e seus discípulos - Foto: Léo Malafaia

Na edição da última terça, a Folha de Pernambuco publicou uma reportagem sobre um projeto que visa ensinar gratuitamente jiu-jitsu para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Uma ideia que, assim como várias outras, necessita de apoio para prosseguir. A julgar pelas notícias recentes, os organizadores ganharam um estímulo maior para continuar apresentando os valores do esporte aos mais jovens. De acordo com o advogado Pedro Pedrosa, um dos idealizadores da iniciativa, após lançarem uma campanha pedindo doações de quimonos, 37 trajes foram repassados e, em breve, serão entregues para a garotada.

“Recebemos sete quimonos usados inicialmente e depois uma única pessoa doou mais 30. Eles ainda não foram entregues porque, como o projeto social é recente, temos o interesse também de falar com os pais para saber a vida das crianças mais de perto. Pretendemos em junho fazer uma confraternização, convidando os responsáveis pelos alunos para receber esses quimonos no evento”, explicou.

O projeto, de iniciativa da Igreja Presbiteriana A Ponte e do colégio GGE, que sede espaço para os treinamentos, conta com apoio dos professores voluntários Marco Jobim e Leonardo Siqueira, ambos faixa preta. Ao todo, 35 jovens de comunidades de Coqueiral e Sonho Meu, ambas localizadas em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, participam das aulas. As atividades acontecem dias de terça e quinta, das 15h às 17h.

Além dos quimonos, Pedrosa aponta que a ideia é lançar uma nova campanha para angariar mais acessórios, auxiliando no treinamento físico que complementa o esporte. “Precisamos também de alguns equipamentos para trabalhar a parte lúdica da modalidade. Sacos de passagem de guarda, cones, escadas, corda, entre outras coisas”, alertou.

Leia também:
Jiu-jitsu ajuda a formar cidadãos em Boa Viagem

Veja também

Roberto elogia concentração do Náutico, mas lembra treino cancelado para comentar empate em Itu
Náutico

Roberto elogia concentração do Náutico, mas lembra treino cancelado para comentar empate em Itu

Perri pega pênalti, Náutico tem boas chances, mas não sai do empate com o Ituano
Série B

Perri pega pênalti, Náutico tem boas chances, mas não sai do empate com o Ituano