Após saída, São Paulo revê Mancini, no Atlético-MG

Atual comandante do Galo trabalhou como coordenador técnico da equipe paulista até a chegada de Fernando Diniz

Vagner ManciniVagner Mancini - Foto: Divulgação

No dia 27 de setembro, após a saída do técnico Cuca, o São Paulo anunciou a contratação de Fernando Diniz. Momentos depois, foi a vez de Vagner Mancini, então coordenador técnico da equipe, pedir demissão, mostrando-se magoado por não ter sido efetivado no comando.

Em áudio vazado posteriormente, Mancini afirmou ter ficado constrangido, uma vez que a direção, mesmo após ter garantido que ele seria o técnico, fechou com Diniz a pedido de líderes do elenco são-paulino.

É neste clima de mágoa que o São Paulo recebe o Atlético-MG às 16h deste domingo (27), no Morumbi. Os dois treinadores estarão lado a lado no campo comandando suas equipes, que vêm de vitórias no Brasileiro. O Atlético surpreendeu na vitória por 2x0 sobre o Santos, em Belo Horizonte, enquanto o São Paulo bateu o Avaí por 1x0, no Morumbi.

Diniz também buscará a quarta vitória em quatro jogos como mandante, o que igualaria o mesmo número de vitórias de Cuca desde o início da competição. Além disso, os três pontos são de suma importância para a equipe se manter no G-4, que dá uma vaga direta na fase de grupos da Libertadores de 2020.

O problema é que Diniz tem pela frente um rival que conhece muito bem a equipe são-paulina, já que comandou o grupo antes de Cuca assumir o comando. Assim, Mancini deve montar seu time para bloquear as principais ações do clube tricolor e manter o retrospecto positivo do Atlético, que venceu três e empatou dois dos últimos cinco jogos entre eles.

"Eu estive recentemente no São Paulo, por nove meses, vi muito o São Paulo jogar. O dia da minha saída foi o dia da chegada do Fernando Diniz. De lá para cá, o time foi alterado em algumas coisas. É lógico que eu conheço um pouco mais do elenco do São Paulo do que o Diniz o elenco do Atlético. Não sei se isso vai me dar vantagem ou não. Ao fim dos 90 minutos, vamos saber", comentou Mancini.

Leia também:
São Paulo anuncia a contratação de Fernando Diniz
São Paulo vence no Morumbi com gol de Daniel Alves
Daniel Alves acerta com o São Paulo até 2022


O agora treinador atleticano não irá rever na partida o meia Daniel Alves, que teria sido um dos pivôs da chegada de Diniz ao São Paulo, segundo o próprio Mancini. O camisa 10 são-paulino cumprirá suspensão por acúmulo de três cartões amarelos.

Além dele, o São Paulo seguirá desfalcado por Juanfran, Toró e Pablo, com problemas musculares. Everton e Joao Rojas também continuam no departamento médico, mas por lesões no joelho, que exigem recuperação mais demorada. Já o Atlético não poderá contar com Elias e Cazares, suspensos.

Veja também

'Poderia ter sido de quatro', exalta Hélio dos Anjos após 1ª vitória no retorno aos Aflitos
Náutico

'Poderia ter sido de quatro', exalta Hélio dos Anjos após 1ª vitória no retorno aos Aflitos

Uefa analisa Liga dos Campeões com mínimo de 10 jogos por time
Liga dos Campeões

Uefa analisa Liga dos Campeões com mínimo de 10 jogos por time