Após suspensão, Guerrero diz ter perdido um sonho

Guerrero teve a pena aumentada em caso de doping por uso de metabólito da cocaína e ficará fora da Copa do Mundo

Paolo Guerrero, atacante peruanoPaolo Guerrero, atacante peruano - Foto: Getty Images/AFP

Horas depois de ter a suspensão por doping ampliada pela Corte Arbitral do Esporte (CAS), nesta segunda-feira (14), e consequentemente ficar fora da Copa do Mundo da Rússia, o atacante Paolo Guerrero usou as redes sociais para comentar a decisão. Em depoimento gravado em vídeo no Facebook, o atacante da seleção peruana disse se sentir lesado, já que vislumbrava jogar um Mundial pela primeira vez na carreira.

"Estar passando por essa injustiça depois de seis meses, e tivemos uma decisão que ratifica os 14 meses de suspensão. Para mim, é duríssimo, muito duro para mim e para minha família", disse. "O futebol para mim foi o meu sonho e continua sendo. Tenho a sorte de crescer como jogador profissional e fazê-lo muito bem. Sempre acreditei e acredito no jogo limpo. Eu me preparei para ser o melhor jogador como fruto do trabalho e do sacrifício. Não precisava nada a mais do que isso. Nunca precisei de outra coisa. Hoje, sinto que o meu sonho, primeiro de jogar futebol e segundo de jogar um Mundial depois de 36 anos, sinto que eu o perdi", completou o centroavante.

O CAS sentenciou Guerrero a 14 meses de suspensão por doping. Como já cumpriu seis, ele terá de ficar outros oito meses afastado dos campos. Ou seja, teria condições legais de atuar apenas em 2019, quando já não terá mais contrato com o Flamengo. A defesa tentará reverter a decisão na Corte da Suíça. Em novembro passado, Guerrero foi suspenso pela Comissão Disciplinar da Fifa por um ano por uso de benzoilecgonina, principal metabólito da cocaína e da folha de coca, após o empate sem gols entre Peru e Argentina, no mês anterior, em Buenos Aires, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

Leia também:
Guerrero é suspenso por mais oito meses e está fora da Copa
Peru confirma convocação de Guerrero para a Copa
Guerrero volta ao Flamengo após 135 dias afastado
Agência recorre e pede dois anos de gancho para Guerrero

A defesa do peruano conseguiu reduzir a punição para seis meses, pena que se encerrou em 3 de maio. Ainda assim, ele aguardava nova decisão do CAS, que retomou o caso após a Agência Mundial Antidoping (Wada, sigla em inglês) recomendar o aumento do gancho para dois anos. De volta aos campos, ele anotou um gol na derrota do Flamengo por 3x2 para a Chapecoense, no último domingo (13), na Arena Condá, pelo Campeonato Brasileiro. Um dia após voltar a marcar depois de sete meses, ele recebeu o veredito da ampliação da suspensão pelo CAS.

"Às pessoas que contribuíram para essa vergonhosa injustiça, que estão me roubando o Mundial e talvez também a minha carreira, espero que consigam dormir em paz. Estou vendo com os meus advogados para tomar as próximas medidas. Basta para mim agradecer aos meus fãs, às pessoas que acreditam em mim, que estão do meu lado, que sabem da pessoa que sou, do jogador que sou, do profissional que sou. Basta para mim agradecer-lhes e pedir que acreditem em mim. Creio na Justiça, creio em Deus e creio que tudo vai se solucionar", desabafou Guerrero no vídeo.

O Bichara e Motta Advogados, escritório contratado para defender o atacante, lamentou a decisão em comunicado. "Guerrero está sendo penalizado e privado do maior sonho de sua carreira e do seu país por formalidades e regras que punem inocentes e não contribuem para o esporte justo e o fairplay. (...) Comprovou-se que Guerrero não utilizou drogas sociais, não teve o objetivo de melhorar sua performance e, mesmo estando em um ambiente controlado por sua federação, estes elementos não bastaram para que fosse considerado inocente. Essa injustiça não afeta apenas a trajetória vitoriosa e a reputação profissional de Guerrero, mas também a emoção, a confiança e a paixão que o futebol provoca nos amantes do esporte", diz trecho da nota dos advogados.

Convocação

Na noite do domingo (13), o Peru chegou a anunciar Guerreiro entre os convocados para o Mundial ao afirmar que membros da comissão da seleção o visitariam em breve para tirar fotos oficiais e fazer as medidas do jogador para os uniformes da Copa. 

 

Veja também

Apresentado oficialmente, Julinho já se coloca à disposição para a estreia na Série C
Futebol

Apresentado oficialmente, Julinho já se coloca à disposição para a estreia na Série C

Roger Federer é derrotado no retorno às competições no saibro
Tênis

Roger Federer é derrotado no retorno às competições no saibro