A-A+

Após vencer em Monza, Hamilton quer disparar de vez na F1

Depois de vencer a Ferrari, na Itália, Hamilton abriu 30 pontos de vantagem sobre Vettel na briga pelo campeonato

Hamilton venceu GP da Singapura Hamilton venceu GP da Singapura  - Foto: Miguel MEDINA / AFP

O britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, que desbancou o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, na casa da escuderia italiana, vai atrás neste fim de semana de ampliar ainda mais a vantagem de 30 pontos na liderança do Campeonato Mundial de Fórmula 1, no Grande Prêmio de Singapura.

O dono do carro 44, no início deste mês, subiu ao lugar mais alto do pódio no circuito de Monza. Com a vitória na Itália, o primeiro colocado da competição alcançou a marca de 256 pontos. Vettel, que foi apenas o quarto, chegou aos 226, o que significa que não poderá ultrapassar o rival neste domingo (16).

Curiosamente, neste ano, Hamilton tem ficado entre "a cruz e a espada" após vencer um GP. Na prova seguinte a uma vitória, ou o britânico volta a ganhar ou termina atrás do alemão da Ferrari. Após corrida no Azerbaijão, ele repetiu a dose na Espanha. Na etapa seguinte, terminou em terceiro em Mônaco, e o concorrente foi segundo.

O britânico voltou a receber primeiro a bandeirada na França, e abandonou na sequência, na Áustria, enquanto Vettel foi terceiro. Depois que o piloto da Mercedes foi primeiro na Alemanha, venceu na sequência na Hungria, resultado seguido de um segundo lugar na Bélgica, em que o ferrarista foi para o topo do pódio.

Leia também:
'Adapto-me às decisões', diz Raikkonen sobre saída da Ferrari
Leclerc será piloto mais jovem da história da Ferrari na F-1
Hamilton tem cautela: "Cedo para achar que sou campeão"
Hamilton diz que F-1 vai sentir falta de Raikkonen


Em Singapura, Hamilton espera contar com a manutenção do bom retrospecto da escuderia prateada, que venceu três das últimas quatro provas no local - o britânico ganhou em 2014 e no ano passado. O único a se intrometer nesse domínio foi, justamente, Vettel, em 2015.

A Ferrari, após ver os rivais comemorando em Monza, chegará ao circuito de Marina Bay em meio a uma semana movimentada. Nesta terça-feira, o time anunciou que o monegasco Charles Leclerc, de 20 anos, será piloto na próxima temporada. Enquanto isso, o finlandês Kimi Raikkonen, segundo no GP da Itália, vai para a Sauber.

Além de Hamilton e Vettel, o único piloto que está na ativa e já venceu em Singapura foi o espanhol Fernando Alonso, da McLaren, que levou a melhor em 2008 e 2010. O experiente piloto vai para as últimas sete provas, antes do anunciado adeus - a princípio momentâneo - da Fórmula 1.

O Grande Prêmio deste fim de semana, no circuito de Marina Bay, terá como atividade de abertura o primeiro treino de classificação, nesta sexta-feira (14), às 5h (de Brasília). A classificação será um dia depois, às 10h. A largada será no domingo, às 9h10.

Ao todo, a prova, que costuma ser marcada pela alta umidade e temperaturas altas, tem 61 voltas no traçado de 5.063 metros, totalizando assim 308,7 quilômetros.

Veja também

Pernambuco libera volta parcial de público aos estádios
Futebol

Pernambuco libera volta parcial de público aos estádios

Brasil sofre contra Japão na Copa do Mundo de Futsal, mas vai às quartas
Futsal

Brasil sofre contra Japão na Copa do Mundo de Futsal, mas vai às quartas