Santa Cruz

Apostando em jovens atletas, Santa Cruz vem colhendo bons resultados

A média atual do elenco tricolor, que disputa a Série D é de 25 anos

Emerson Galego (23, Ítalo Melo (23) e Guedes (21), são os pilares da boa campanha do Santa Cruz na Série D Emerson Galego (23, Ítalo Melo (23) e Guedes (21), são os pilares da boa campanha do Santa Cruz na Série D  - Foto: Evelyn Victoria/SCFC

Confiando em atletas com média de idade abaixo dos 25 anos e com passagens por clubes da região Nordeste, o Santa Cruz vem obtendo bons resultados na primeira fase da Série D do Campeonato Brasileiro. Mostrando um futebol de maior intensidade do que ao do primeiro semestre, o Tricolor é líder isolado do Grupo 3, com 18 pontos e tem uma das melhores campanhas da quarta divisão. 

No início da temporada, o Santa continuou apostando em atletas do perfil de Alemão, Jefferson Feijão, Arthur e Hugo Cabral, todos acima dos 30 anos e que já saíram do clube. Diante dos fracassos da primeira parte de 2023, a diretoria e comissão técnica decidiram mudar o perfil das apostas, dando oportunidade para atletas menos rodados e que enxergam no Tricolor a grande oportunidade da carreira. 

Na base da equipe titular do Santa Cruz, apenas quatro jogadores têm mais de 25 anos de idade. São os casos de Michael, Marcus Vinícius, Lucas Silva e Pipico. Todos os outros titulares são atletas revelados na base tricolor ou de jogadores promissores de clubes menores, caso de Emerson Galego, artilheiro da equipe na Série D, com quatro gols, além de jovens com passagens por equipes da região e que andavam sem espaço.

Mescla com experiência   

O Santa Cruz já se aproxima dos 22 pontos, número mágico que assegura vaga à próxima fase da competição. Com a chegada do mata-mata, é necessário também ter a cabeça no lugar e controlar bem as emoções, o que se faz necessário a presença de atletas mais experientes. Guedes, jovem zagueiro de 21 anos e que acabou de renovar com o clube, citou a importância de Michael, goleiro coral e um dos líderes do elenco, de 29. “A importância do Michael é extrema, é um cara que passa muita confiança, que conversa muito conosco, nos direciona e a segurança que ele nos passa, a gente pode transmitir para o restante do grupo", afirmou.

Próximo desafio 

Vindo de empate fora de casa, o Santa Cruz terá novo desafio fora do Arruda, diante do Sousa, na próxima quarta-feira (28), às 20h. No sertão paraíbano, o Dino fez 11 partidas em 2023, venceu oito partidas, empatou duas e perdeu apenas uma. Campanha que rendeu o vice-campeonato estadual e a quarta colocação até o momento. Guedes citou a principal dificuldade do Santa Cruz, que segundo o zagueiro é atuar longe dos seus domínios. "Uma coisa que dificulta é o jogo fora de casa, estamos acostumados a jogar diante da nossa torcida, num gramado bom e quando vamos para fora de casa a atmosfera é diferente e precisamos nos doar mais", argumentou o defensor.  

 

Veja também

Em jogo morno, Sport empata com Ceará, no Castelão, mas segue no G4 da Série B
Série B

Em jogo morno, Sport empata com Ceará, no Castelão, mas segue no G4 da Série B

Argentina vence Canadá em abertura da Copa América 2024
Futebol

Argentina vence Canadá em abertura da Copa América 2024

Newsletter