Apresentado, Goiano prega humildade na busca pelo acesso

Novo técnico do Náutico, Márcio Goiano elogiou qualidade técnica do time, mas disse que Timbu não pode se achar melhor que os adversários apenas por conta desse fator

Márcio Goiano quer o Náutico encarando todos os jogos como uma finalMárcio Goiano quer o Náutico encarando todos os jogos como uma final - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Ter mais tradição no futebol do que boa parte dos adversários da Série C deu a impressão de que o Náutico começaria na parte de cima da tabela do Grupo A. O argumento de que “camisa pesa”, contudo, não tem surtido efeito até o momento. Lanterna da chave e correndo risco de rebaixamento à Série D, o Timbu está aquém do prognóstico imaginado. O que torna a missão do novo técnico do clube, Márcio Goiano, ainda mais delicada. Apresentado nesta terça (22) no CT Wilson Campos, o treinador se mostrou otimista na luta pelo acesso, mas preferiu manter a humildade para alcançar o objetivo.

“Falam muito de parte tática, de 4-1-4-1, de 4-3-3...mas quase todo mundo joga assim, com três atacantes. O mais importante de tudo é resgatar o time. Os atletas estão sentindo o momento e trabalhar o lado psicológico é importante. Precisamos sentir a confiança deles. Até porque há muita qualidade na parte técnica. Mas devemos ter a humildade de reconhecer que não estamos bem. Se o clube se achar melhor do que os outros, não vai alcançar os objetivos”, afirmou. 
Com apenas quatro pontos em seis jogos, o Náutico está mais próximo da parte de baixo da tabela, mas o cálculo de Goiano está focado no G4. Pegando como exemplo as edições da Série C desde 2012, quando foi adotado o atual formado de disputa, a média de ponto dos quartos colocados era de 27 pontos. O treinador, porém, trabalha com outro cenário.
 
“No ano passado, tanto no Grupo A como no B da Série C, o quarto colocado subiu com 25. Temos que buscar pelo menos um aproveitamento de 60%. Mas precisamos viver intensamente. Pensando em meta, poderíamos tentar uma de buscar sete pontos a cada três jogos”, disse. Curiosamente, se atingir a marca estipulada, o Timbu alcançaria mais 28 pontos nos próximos 36 em disputa, terminando a fase inicial com 32. Número bem acima dos 25 que o próprio profissional projetou.
O primeiro desafio do Náutico sob o comando de Márcio Goiano será neste domingo (27), contra o Globo/RN, na Arena de Pernambuco, pela sétima rodada da competição.

Leia também: 

Márcio Goiano encontrará Náutico entre o céu e o inferno 

Márcio Goiano é o novo técnico do Náutico 

Goiano explica perfil como treinador e analisa Série C 

Camutanga destaca chegada de Goiano e reforça meta por acesso 

 

Veja também

Após vitória, Lucena acredita em início de reação do Sport na temporada
Sport

Após vitória, Lucena acredita em início de reação do Sport na temporada

À espera de Louzer, Sport bate Vitória/PE, na Ilha, e volta a vencer no Estadual
Campeonato Pernambucano

À espera de Louzer, Sport bate Vitória/PE, na Ilha, e volta a vencer no Estadual