Apresentado, Rafael Marques nega não gostar de atuar na área

"Nos treinamentos, eu sempre treinei como jogador de lado. E às vezes nos jogos, quando necessitava, eu fazia a função de camisa 9", disse Rafael Marques

Rafael MarquesRafael Marques - Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Uma semana após já estar treinando com o elenco do Sport, o atacante Rafael Marques foi enfim apresentado nesta quinta-feira (17). Na sua primeira entrevista coletiva como novo jogador leonino, o atleta não escondeu a sua motivação pelo espaço que terá no clube, já que não vinha conseguindo espaço no Cruzeiro de Mano Menezes. Aos 34 anos, o jogador chegou com a expectativa de ser o “substituto de André”, como homem de referência no ataque.

Porém, Rafael Marques desconversou ao ser questionado sobre como prefere atuar. “Esse assunto é polêmica em todos os clubes que passo. Eu nunca disse que não gosto de jogar como atacante de área. Eu vinha atuando muito tempo como ponta, dos dois lados. Nos treinamentos, eu sempre treinei como jogador de lado. E às vezes nos jogos, quando necessitava, eu fazia a função de camisa 9. O que penso é que se eu treinar numa função eu vou fazer sem problema. É preciso treinar na função. Conversei com Claudinei (Oliveira) e me coloquei à disposição para atuar em qualquer posição. Que fique bem claro, que depois não continuem com essa insistência que eu não gosto de jogar como centroavante. É balela”, comentou o jogador.

Com apenas quatro jogos nesta temporada, e somente um gol marcado, Rafael Marques não escondeu que a sua decisão se baseou muito no espaço que terá com a camisa do Sport. “Eu tenho certeza que o grupo é muito bom. Eu vou ter uma sequência de jogos, que foi o que me faltou um pouco nos últimos clubes e consiga mostrar o futebol que já mostrei em outros clubes”, frisou.

Empolgado com a oportunidade, Rafael Marques também comentou sobre o carinho que recebeu da torcida do Sport, mesmo sem ter feito a estreia com a camisa leonina. “Invadiram as minhas redes sociais com várias mensagens de apoio e carinho. Se eu estava motivado antes, depois disso fiquei ainda mais”, afirmou.

Sobre estar pronto para fazer a sua estreia ou não para o jogo contra o Corinthians, Rafael Marques se mostrou ansioso para entrar em campo. “Eu já queria jogar contra o Cruzeiro (risos). Vinha treinando e a parte física não tem problema. Claro que o ritmo de jogo se perde um pouco, mas em um ou dois jogos eu já recupero isso”, garantiu.

Veja também

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada
Handebol

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno
Sport

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno