Árbitro que chutou brasileiro pega três meses de gancho

Tony Chapron tentava acompanhar ataque do PSG, quando tropeçou no zagueiro Diego Carlos, do Nantes

Árbitro mostra cartão vermelho para Diego Carlos, do NantesÁrbitro mostra cartão vermelho para Diego Carlos, do Nantes - Foto: LOIC VENANCE / AFP

A Liga de Futebol Profissional da França (LFP) informou nessa quinta-feira (1) que o árbitro Tony Chapron, que agrediu um jogador brasileiro no campeonato local, foi suspenso por três meses. Ele será impedido de apitar 12 jogos.

Chapron era o juiz da partida em que o Paris Saint-Germain venceu o Nantes por 1x0, no dia 14 de janeiro. Ele tentava acompanhar um contra-ataque do time parisiense quando tropeçou no zagueiro brasileiro Diego Carlos, do Nantes, e caiu no gramado.

No chão, Chapron tentou atingir um pontapé no jogador. O árbitro ainda expulsou o brasileiro ao lhe mostrar o segundo cartão amarelo.

O juiz havia sido suspenso de maneira provisória pela federação. Uma primeira decisão aplicou um gancho de seis meses, mas a pena foi reduzida pela metade após uma audiência com autoridades esportivas da França.

Segundo Samuel Chevret, advogado de Chapron, "a reunião foi realizada em um clima tranquilo, que contrastava com o linchamento dos meios de comunicação".

O cartão vermelho apresentado a Diego Carlos já tinha sido cancelado pela federação francesa.

Com a punição, Chapron deve voltar a atuar no dia 6 de maio. A temporada da primeira divisão francesa terminará em 13 de maio.

Veja também

Cristiano Ronaldo volta a dar positivo para o coronavírus
Coronavírus

Cristiano Ronaldo volta a dar positivo para o coronavírus

Política, excusa e futebol: presidente do Santa confirma eleições do clube para dezembro
Santa Cruz

Política, excusa e futebol: presidente do Santa confirma eleições do clube para dezembro