Argentina e Chile lutam à distância pela sobrevivência

O Chile, que também se encontra em situação delicada, terá outro duelo complicadíssimo, com o vice-líder Uruguai

Deputado estadual Alberto Feitosa (SD)Deputado estadual Alberto Feitosa (SD) - Foto: Divulgação

 

À beira do abismo, a seleção argentina tentará se recuperar da derrota contundente para o Brasil, nesta terça (15), diante da perigosa Colômbia, pela 12ª rodada das eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia-2018. O Chile, que também se encontra em situação delicada, terá outro duelo complicadíssimo, com o vice-líder Uruguai.

Os comandados de Edgardo Bauza estão fora da zona de classificação, com 16 pontos, um atrás de Chile e Equador e dois a menos que a Colômbia, que pode até ultrapassar na tabela se derrotá-la em casa nesta terça-feira, em San Juan.

Diante da Celeste, que, como o Brasil, já está praticamente classificado para o Mundial russo, a Roja se encontra em outra dinâmica. Chegou a ficar longe da zona de classificação, mas alcançou o quinto lugar. Como os “Hermanos”, os atuais bicampeões continentais terão o apoio de sua torcida, em Santiago.

Sensação do início das eliminatórias, o Equador ficou sob ameaça dos perseguidores depois da derrota em Montevidéu e precisa vencer Venezuela em casa para se manter na zona de classificação. Já o Paraguai precisa se recuperar da sonora goleada de 4x1 que sofreu em casa diante do Peru, diante de uma Bolívia que amarga a lanterna.

 

Veja também

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana
Sulamericana

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana

Com mais testes, elenco do Santa vai se pondo sob medida para o 'estilo Martelotte'
Santa Cruz

Com mais testes, elenco do Santa vai se pondo sob medida para o 'estilo Martelotte'