Arsenal anuncia início de treinos individuais

As equipes do Inglês têm trabalhado considerando o início do mês de maio como o prazo mais curto para retomar os treinos

Arsenal voltará aos treinamentosArsenal voltará aos treinamentos - Foto: AFP

O Arsenal anunciou no último sábado (25) que reabrirá o Centro de Treinamento em London Colney na próxima semana para seus atletas realizarem atividades individuais, mas o clube inglês afirma que continuará a seguir as regras de distanciamento social em meio à pandemia do novo coronavírus.

O Campeonato Inglês foi suspenso no mês passado, por tempo indeterminado, por causa da pandemia. A partir da interrupção, nenhuma equipe realizou treinos.

“Os jogadores terão acesso aos campos de Colney na próxima semana”, afirmou o Arsenal em comunicado.

“O acesso será limitado, cuidadosamente gerenciado e o distanciamento social será mantido o tempo todo. Todos os edifícios do CT de Colney permanecem fechados”, diz a mensagem.

“Os jogadores chegam sozinhos, treinam individualmente e voltam para casa”, acrescentou o clube.

O técnico do Arsenal, o espanhol Mikel Arteta, foi diagnosticado com o novo coronavírus em 12 de março, o que levou ao cancelamento do Campeonato Inglês.

O Arsenal conversou com todos os jogadores após surgirem suspeitas de que o francês Alexandre Lacazette, o brasileiro David Luiz, o marfinense Nicolas Pepe e o suíço Granit Xhaka poderiam estar desrespeitando regras de distanciamento social.

Leia também:
Jogadores da Premier League lançam iniciativa para Covid-19
Nove clubes vão propor conclusão do Inglês antes de 30 de junho


As equipes do Campeonato Inglês têm trabalhado considerando o início do mês de maio como o prazo mais curto para retomar os treinos. Há a expectativa de que o Governo revise as restrições atuais de isolamento no dia 7 de maio.

Caso as equipes possam voltar aos treinos, acredita-se que precisem de um período de duas a três semanas para se prepararem, sendo o mês de junho o prazo mais curto de retorno aos jogos.

Contudo, considerando que a realização de eventos públicos com aglomeração de pessoas será uma das últimas proibições a chegarem ao fim, há a expectativa de que os jogos aconteçam sem a presença de público.

O Departamento de Cultura, Mídia e Esporte está em contato com vários órgãos esportivos, liderados pelo Conselho de Críquete da Inglaterra e do País de Gales (BCE), para conversar sobre formas de voltar com o esporte profissional em caso de liberação das autoridades da área de saúde.

A Football League (EFL), entidade que organiza as três divisões abaixo da Premier League (Primeira Divisão do Campeonato Inglês), afirmou que os testes de jogadores e de todos os envolvidos nos jogos são o ponto principal: “Claramente, antes que ocorra qualquer retorno ao futebol, é necessário que haja organização de testes adequados para os participantes, e isso é essencial para o nosso planejamento atual, pois garante que não haja absolutamente nenhum impacto negativo sobre os trabalhadores da linha de frente do país, os serviços de emergência, funcionários da Liga e clubes”.

Veja também

Skate dribla resistências, faz boa estreia e ajuda a rejuvenescer Olimpíadas
Jogos Olímpicos

Skate dribla resistências, faz boa estreia e ajuda a rejuvenescer Olimpíadas

Justiça anula eleição de Caboclo na CBF, e Landim vira um dos interventores
Futebol

Justiça anula eleição de Caboclo na CBF, e Landim vira interventor