Santa Cruz

Às vésperas de decisões dentro e fora de campo, Santa tenta construir elenco de 2021

Executivo de futebol coral, Nei Pandolfo quer plantel enxuto para a próxima temporada

Executivo de futebol do Santa Cruz, Nei PandolfoExecutivo de futebol do Santa Cruz, Nei Pandolfo - Foto: Reprodução/Santa Cruz FC

Ainda não é o fim. O Santa Cruz tem mais dois compromissos para finalizar a tortuosa temporada de 2020. O executivo de futebol coral, Nei Pandolfo, concedeu entrevista na manhã desta quarta-feira (20), no Arruda, e falou sobre a apressada reestruturação do elenco mirando os jogos do pré-Nordestão, contra o Itabaiana. Ele ainda comentou sobre eventuais reforços e a possível sequência de trabalho do técnico Marcelo Martelotte.

O Tricolor entra em campo na próxima terça-feira (26) e na seguinte, no dia 2 de fevereiro, para o confronto da volta contra o Itabaiana, no Arruda. Para esta partida, o clube precisará estender os vínculos de alguns jogadores para que estes possam atuar. Após a decisão dentro de campo, o Santa passará por eleições em 10 de fevereiro para definir a diretoria do triênio 2021-23 que, qualquer que seja, herdará um elenco pré-estruturado, de acordo com Nei. Veja abaixo a entrevista na íntegra:

Elenco

Nós temos um grupo de cerca de 10 atletas que tem contrato vigente durante todo o ano de 2021, alguns emprestados e outros que estão com a gente desde o começo do ano (passado) que terminam contrato no dia 31 e nós estamos fazendo a extensão. Já iniciamos esse processo com os clubes, com os empresários e com os próprios atletas para que eles estejam disponíveis nos dois jogos (contra o Itabaiana). Para o primeiro jogo a gente não tem esse problema, todos estão disponíveis, os demais a gente está fazendo essa extensão, (inclusive) alguns atletas que a gente têm interesse já há algum tempo de estender por um tempo maior, para que permaneçam no elenco do Santa Cruz.

Planejamento às vésperas das eleições

Cabe a nós, tanto a comissão técnica como a diretoria, manter um planejamento e nós estamos fazendo isso. Os jogos da pré-Copa do Nordeste nos colocam numa condição bastante favorável dentro (de) uma competição rentável financeira e tecnicamente - o que é super importante. Então nós estamos preparando um cronograma independente das eleições. Acho que é nossa obrigação. Claro que é uma negociação que vai ter suas dificuldades, mas a extensão desses dois dias não vejo dificuldade. Porque a gente tem, aí, o elenco completo para a próxima rodada.

Reforços

Já há algum tempo a oferta de atletas começou a esquentar. A gente tem conversado com alguns empresários de atletas que nos interessam e as carências que possamos ter para poder preencher o mais cedo possível. Com a permanência na Série C a questão orçamentária é um pouco mais difícil. A gente não vai ter até o meio do ano, pelo menos, (o retorno da torcida ao estádio), então vamos para esse início de temporada um pouco mais enxuto, dando oportunidades para a base. Isso, inclusive, conversei com Marcelo (Martelotte). É uma decisão que vai acabar tendo definição após a eleição, mas nesse meio tempo a gente continua fazendo nosso trabalho, buscando as melhores soluções possíveis para o Santa Cruz.

Folha salarial

Nós estamos fazendo uma programação com a permanência da equipe de trabalho. Claro que, se houver uma mudança nesse sentido, os profissionais que aqui estiverem vão seguir uma parte do planejamento e vão ajustar às suas ideias. É importante nesse início de ano manter (o elenco) enxuto, até porque a arrecadação não é tão grande e as competições não são tão atrativas, a não ser a Copa do Nordeste. É um período em que você consegue testar na prática esse atletas que tem potencial, como aconteceu com Mayco, Gabriel, André, João Cardoso, Felipe Cabeleira... esses atletas vão ter mais oportunidades. Mas como já disse anteriormente, isso vai depender da sequência do trabalho. A gente se prepara para uma situação e na virada de janeiro pra fevereiro, terminado esse segundo jogo da pré-Copa do Nordeste, ficamos à disposição e aguardando uma definição da diretoria.

Martelotte e sequência de trabalho

O nosso compromisso com o Santa cruz independe de um jogo, isso não vai mudar. O compromisso e o dia-a-dia dos atletas não pode mudar. Isso foi uma cobrança nesse sentido, para que os atletas, mesmo com uma ressaca do resultado (na Série C), (estejam) disponíveis. Todos estão treinando e vão estar aptos para essa competição que é muito importante para o clube. Marcelo conhece até mais do que eu o Santa Cruz, ele tem um carinho todo especial. Encerrando esse ciclo de mais de um ano, desde outubro do ano passado, para iniciar agora 2021, Marcelo está muito predisposto. Eu acredito muito em sequência de trabalho: a manutenção da comissão técnica, da maioria dos atletas que já estão inteirados, que tem um relacionamento, um interesse em permanecer no clube. Você qualifica um pouco mais esse grupo e segue o trabalho. Isso é uma cobrança que, inclusive, a própria imprensa faz. Vamos aguardar as decisões dos próximos dirigentes para que possamos ter essa definição.

 

Veja também

Mesmo sem jogar há mais de um ano, Alex Alves se vê pronto para estrear pelo Náutico
Futebol

Mesmo sem jogar há mais de um ano, Alex Alves se vê pronto para estrear pelo Náutico

Boxe: brasileiros obtêm 100% de aproveitamento no torneio da Bulgária
Esportes

Boxe: brasileiros obtêm 100% de aproveitamento no torneio da Bulgária