Sport

Atual gestão presta contas e paga mais de R$ 40 milhões em dívidas no Sport

Segundo o publicado, caso André será quitado ao término do Campeonato Brasileiro

Ilha do RetiroIlha do Retiro - Foto: Anderson Stevens/Arquivo Folha

Com sua segunda passagem sob o comando do Executivo do clube chegando ao fim, o presidente do Sport, Milton Bivar, prestou contas da sua administração no biênio 2019/20, no site oficial rubro-negro, nesta terça-feira (23). Segundo o publicado, mais de R$ 40 milhões em dívidas foram quitados, em relação a antecipação de cotas televisivas, acordos na justiça, atrasos salariais e outros custos. 

"Quando se iniciou um dos anos mais difíceis da história do Sport Club do Recife, o prognóstico era que o Clube tivesse ainda mais dificuldades, uma vez que a crise econômica que assolou o país estaria sendo ainda mais cruel com o Leão, que em 2018 fechou o ano com mais de R$ 200 milhões em dívidas, três contas de energia atrasadas e cinco folhas em atraso (administrativo e futebol). Além disso, o Sport corria o risco de perder na justiça todos os atletas (base e profissional) que possuíamos vínculo", mostra um trecho da prestação de contas. 

Sobre a dívida do clube com o atacante André, o Leão tem que pagar 900 mil euros (cerca de R$ 6 milhões) ao Sporting de Portugal, pela compra dos direitos econômicos do jogador em 2017. De acordo com a nota, a dívida será paga ao término do Campeonato Brasileiro, "já estando parte do valor devido pelo Sport à disposição da CBF." Segundo informou o jornalista Bruno Andrade, do Goal.com, o Rubro-negro corre o risco de ficar impedido pela Fifa de inscrever jogadores ainda nesta semana. 

Outra ponto importante, e mais complexo, é a transação fiscal dos débitos do clube com o Governo Federal. Segundo a atual gestão, o valor do parcelamento chega a cerca de R$ 90 milhões, "ainda não tendo sido formalizado por ter valor de parcela elevado."

Cotas de TV

Segundo a atual gestão, os R$ 18 milhões a serem pagos à Rede Globo foram quitados. Dois milhões foram pagos em 2019, enquanto os R$ 16 milhões restantes foram abatidos durante a Série A de 2020. 

Acordos com ex-atletas

Cerca de R$ 11 milhões foram negociados com ex-jogadores do clube. De acordo com a publicação, os acordos com o volante Jair, o meia Mark González, e os atacantes Diego Felipe, Rogério, Lenis e Mateus Gonçalves foram pagos. Já com Durval, Magrão, Agenor e o volante Deivid a negociação está em andamento.  

Valores pagos no biênio 2019/20 (confira a publicação na íntegra)

Antecipações de cotas de TV - R$ 18 milhões
Valores retidos na 12ª Vara da Justiça do Trabalho – R$ 9 milhões
Parcelamentos e acordos diretos com ex-atletas – R$ 11 milhões
Folhas atrasadas 2018 – R$ 2 milhões
Contas de energia atrasadas 2018 – R$ 300 mil
TOTAL: R$ 40,3 milhões

Veja também

Após anunciar despedida, Júnior Tavares acerta renovação com Sport até o fim do ano
Futebol

Após anunciar despedida, Júnior Tavares acerta renovação

Federação Catarinense suspende o estadual em razão da pandemia
Futebol

Federação Catarinense suspende o estadual em razão da pandemia