Aubameyang e Özil ajudam Arsenal a vencer Burnley

O Arsenal venceu a equipe do Burnley por 3x1 e encostou no grupo de classificação para a Champions League

Aubameyang foi destaque na vitória do Arsenal Aubameyang foi destaque na vitória do Arsenal  - Foto: IAN KINGTON / AFP

O Arsenal (5º) superou com facilidade o Burnley (3-1), graças à grande atuação do alemão Mesut Özil e aos dois gols do atacante gabonês Pierre-Emerick Aubameyang, neste sábado pela 18ª rodada do Campeonato Inglês. Na tabela, o Arsenal empata provisoriamente em pontos com o Chelsea (4º), que enfrenta ainda neste sábado o Leicester (12º).

Com a bela atuação, Aubameyang assumiu a liderança da artilharia da Premier League com 12 gols, um a mais que o egípcio Mohamed Salah, que na véspera anotou uma vez na vitória do líder Liverpool sobre o Wolverhamtpon (7º) por 2 a 0. Se Özil queria mostrar para o técnico Unai Emery por que é o jogador mais bem pago do Arsenal, ele conseguiu.

Leia também:
Liverpool bate Wolverhampton e garante liderança no Natal

Criticado pelo técnico espanhol por falta de aplicação no esforço físico da equipe em campo, além de sofrer com problemas nas costas nesta temporada, o alemão de 30 anos brilhou contra o Burnley.

Özil permitiu aos Gunners se recuperarem da derrota sofrida em casa para o Tottenham nas quartas de final da Copa da Liga, na quarta-feira (2-0). Atuando mais pelo lado direito, o meia encontrou um passe magistral para o bósnio Sead Kolasinac, que tocou para Aubameyang abrir o placar de voleio (14 minutos).

No início do segundo tempo, o ex-atacante do Borussia Dortmund marcou seu segundo gol ao fuzilar o goleiro Joe Hart da entrada da área (48). Ashley Barnes reduziu o prejuízo logo em seguida (63), mas não foi suficiente para o Burnley. Nos acréscimos, Özil, depois de driblar três defensores, deixou o nigeriano Alexander Chuka Iwobi (90+1) em posição para anotar o terceiro gol do Arsenal.

Veja também

Oito atletas desfalcam Santa por conta da Covid-19
Série C

Oito atletas desfalcam Santa por conta da Covid-19

Uefa defende decisão sobre estádio em Munique mas adiciona cores do arco-íris em logo
DIVERSIDADE

Uefa defende decisão sobre estádio em Munique mas adiciona cores do arco-íris em logo