A-A+

Ausência de mais divisões no futebol deixa times sem calendário

Afogados da Ingazeira, por exemplo, fez a sua melhor campanha no Pernambucano, mas não jogará mais neste ano

AfogadosAfogados - Foto: Kleyvson Santos

O Afogados da Ingazeira ainda vai disputar o terceiro lugar do Campeonato Pernambucano, valendo a classificação para a Copa do Brasil de 2020. Mas independente do resultado, a equipe do Sertão atingirá o seu melhor desempenho na história. O jogo que decidirá o terceiro colocado do Estadual será a última partida oficial da equipe no ano. Decorrente de grande campanha, a equipe conquistou a classificação para o Campeonato Brasileiro da Série D, porém a vaga é só para a edição de 2020.

“Pela falta de competições oficiais, os clubes intermediários são obrigados a fazer os contratos até o fim dos campeonatos estaduais, com o Afogados não é diferente. Estamos tentando renovar com o goleiro Wallef e o atacante Rodrigo. Depois eles serão emprestados e retornarão para a próximo ano”, disse João Nogueira, presidente da equipe do Sertão.

Além do Afogados, Petrolina e Flamengo de Arcoverde, que também disputaram a primeira divisão do Estadual, estão sem calendário até o próximo ano. Mas essa situação não é exclusividade de times pernambucanos. O Bangu é semifinalista carioca e também não tem vaga na Série D desta temporada. Segundo registro no site da CBF, o Brasil possui 742 clubes profissionais. No entanto, apenas 128 desses têm o calendário para o ano todo. Isso porque o País só possui quatro divisões, sendo as três primeiras com 20 cada e a quarta com 68 clubes.

Na Inglaterra são 24 divisões (contando as amadoras). A Terra da Rainha possui cerca de 92 equipes profissionais, que estão alocadas nas quatro primeiras séries. Dessas quatro, apenas a Premier League possui 20 times, todas as outras possuem 24, com o mesmo formato de disputa. Mas a organização é tanta que mesmo as equipes semi profissionais e amadoras têm valor. Nos jornais da capital é possível saber o resultado das sete principais ligas do país. O lanterna da última divisão pode enfrentar o campeão da primeira em 24 anos, se conseguir acessos seguidos a cada temporada.

Para o presidente do Afogados, uma das soluções seria a implantação de um torneio promovido pelas federações de cada estado. “A Federação deveria criar um torneio para as equipes que estão sem divisão pudessem disputar alguma competição e não ficarem paradas. Não apenas em Pernambuco, como em todos os estados”, disse.

Veja também

Marcos enaltece Libertadores de 2009 do Sport: 'tinha mais chances de chegar à conquista'
Futebol

Marcos enaltece Libertadores de 2009 do Sport: 'tinha mais chances de chegar à conquista'

Pelé publica vídeo pedalando e diz estar cercado de carinho
Futebol

Pelé publica vídeo pedalando e diz estar cercado de carinho