Campeonato Espanhol

Barcelona demite o técnico Ronald Koeman

Demissão ocorreu logo após derrota para o Rayo Vallecano, nesta quarta (27), pelo Espanhol

Ronald Koeman, treinador do Barcelona, na derrota por 3 a 0 diante do Benfica, no Estádio da Luz.Ronald Koeman, treinador do Barcelona, na derrota por 3 a 0 diante do Benfica, no Estádio da Luz. - Foto: Patrícia de Melo Moreira/AFP

O Barcelona anunciou, nesta quarta-feira (27),a demissão do técnico Ronald Koeman, logo após a derrota por 1 a 0 para o Rayo Vallecano, pela 11ª rodada do Campeoanto Espanhol.

"O FC Barcelona demitiu Ronald Koeman esta noite do cargo de treinador da equipe principal", divulgou o clube catalão, acrescentando que o presidente do Barça, Joan Laporta, foi o responsável por dar a notícia ao técnico holandês.

No comunicado, o Barça indicou também que Koeman terá um encontro com o elenco na quinta-feira e agradece ao holandês "pelos serviços prestados à entidade e deseja-lhe boa sorte na sua carreira profissional". 

Contratado em agosto de 2020, Koeman esteve à frente da equipe por 63 jogos, com 37 vitórias, 11 empates e 15 derrotas.

Até o momento não informações sobre o nome do futuro profissional que irá comandar a equipe, apesar de rumores apontarem para Xavi Hernández, ex-jogador do Barcelona e que está trabalhando como treinador no futebol árabe. 

A nona posição no Espanhol (com 15 pontos em dez partidas), a seis pontos do líder Real Madrid, e as duas derrotas na Liga dos Campeões, ambas por 3 a 0  para o Bayern de Munique e o Benfica, após três rodadas, forçaram a demissão de Koeman.

No domingo passado o clima já não era dos melhores para o treinador. Após a derrota por 2 a 1 para o Real Madrid no Camp Nou, o holandês foi abordado de forma agressiva por um grupo de torcedores do  Barcelona na saída do estádio.

Imagens divulgadas pela imprensa mostraram dezenas de torcedores repreendendo o técnico quando ele deixava o local de carro. 

Alguns deles tentaram impedir a saída do veículo de Koeman, que conseguiu passar pelos manifestantes.

A diretoria do clube catalão emitiu um comunicado criticando a ação dos torcedores e informou que iria abrir uma investigação para punir os envolvidos.

'Estou cansado de ter que me defender'

No início de outubro, durante coletiva na véspera do jogo com Atlético de Madri, no qual o Barça foi derrotado por 2 a 0, técnico holandês afirmou que estava "cansado de ter que se defender", em meio aos rumores de que seria demitido.

“Bom dia, amigos da imprensa. Que bom vê-los!”, disse ironicamente Koeman ao iniciar a entrevista depois de ter sido alvo de inúmeras críticas após a derrota para o Benfica pela Liga dos Campeões. 

“Não me falaram nada (da parte do clube). O presidente está aqui, mas eu não o vi, estávamos preparando o jogo de amanhã, depois treinando, então não o vi. Continuo na mesma, mas eu tenho ouvidos e olhos, um monte de coisas vazam", afirmou Koeman. 

"Estou cansado de ter que me defender. Não faz sentido (...) Não é por hoje, mas um dia, gostaria de falar bem de tudo que penso sobre tudo isso", acrescentou o holandês . 

Na entrevista, a um jornalista que lhe perguntou sobre os seus melhores e piores momentos no Barça, o treinador respondeu com humor: "O melhor momento? Parece que a minha saída ... O melhor momento? A minha contratação como treinador do Barça. O pior momento? A saída de Messi ".

Veja também

Náutico escolhe neste domingo (5) o novo presidente para o biênio 2022-2023Futebol

Náutico escolhe neste domingo (5) o novo presidente para o biênio 2022-2023

Palmeiras anuncia fim do vínculo com volante Felipe MeloFutebol

Palmeiras anuncia fim do vínculo com volante Felipe Melo