Barcelona vence United e fica mais próximo da semifinal

O gol da partida foi marcado contra pelo defensor inglês Luke Shaw aos 12 minutos de jogo após cabeçada de Luis Suárez

Time catalão está mais próximo da semifinalTime catalão está mais próximo da semifinal - Foto: Lluis Gene/AFP

O Barcelona venceu por 1x0 em pleno Old Trafford o Manchester United, nesta quarta-feira pelo jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, abrindo boa vantagem para decidir a vaga nas semifinais em casa, na semana que vem.

O gol da partida foi marcado contra pelo defensor inglês Luke Shaw aos 12 minutos de jogo após cabeçada de Luis Suárez, dando ao Barcelona a vantagem de avançar à próxima fase com qualquer empate.

Perto de se sagrar campeão espanhol e classificado à final da Copa do Rei, o Barcelona chegou ao Old Trafford com os ânimos nas nuvens e disposto a defender suas chances de conquistar a Tríplice Coroa ao fim da temporada.

Leia também:
Neymar comenta foto de Messi e Suárez, e torcida pede volta ao Barcelona
Messi marca duas vezes e Barça se aproxima de título
Manchester United efetiva Solskjaer como treinador 

Para isso, não se importou com o fato de estar jogando fora de casa diante do tradicional Manchester United, assumindo o controle do jogo desde o apito inicial, com muita posse de bola e movimentação para tentar furar o bloco defensivo montado pelos ingleses, que pareciam ter apenas um plano de jogo: não deixar Messi chutar da entrada da área.

Barça sai na frente
Acuado, o United tentava dar o troco em raros contra-ataques, mas sem conseguir de fato assustar o goleiro Ter Stergen.

O bote catalão, porém, veio mais cedo do que o esperado diante da quantidade de jogadores do United postados em frente ao goleiro De Gea: aos 12 minutos, o Barcelona encontrou o caminho até as redes.

No lance, Busquets lançou Messi na área e o craque argentino conseguiu encontrar espaço para dominar e cruzar na medida para Suárez na segunda trave. O uruguaio cabeceou e contou com um desvio em Shaw para abrir o placar.

Os jogadores do Barça, porém, precisaram esperar um pouco para comemorar, já que o árbitro inicialmente anulou o lance por um suposto impedimento de Suárez. O VAR entrou em ação e, corretamente, validou o gol.

O Barça não tirou o pé do acelerador e quase ampliou o placar aos 36 minutos com Coutinho, que aproveitou uma ajeitada de Suárez para mandar uma bomba de primeira de dentro da área. De Gea salvou o United no reflexo com o pé.

United sem inspiração
Na volta do intervalo, o United do técnico Ole Gunnar Solskjaer tentou adiantar um pouco a marcação para pressionar a saída de bola do Barcelona, mas seguiu preocupado em não deixar Messi finalizar, colocando muitos jogadores na entrada da área. Mesmo assim, quem chegou mais perto de balançar as redes novamente foram os catalães.

Aos 19, Semedo foi lançado na direita e encontrou espaço entre os marcadores ingleses para deixar Suárez na cara do gol, mas o uruguaio se afobou na finalização mandando uma bomba para fora.

Dominado durante toda a partida, Solskjaer tentou mudar o panorama do jogo colocando mais velocidade na equipe, com as entradas de Martial e Lingard nos lugares de Lukaku e Dalot, mas sem sucesso.

Frustrados com as poucas chances ofensivas, os Diabos Vermelhos apelaram nos minutos finais para cruzamentos na área do Barça que inevitavelmente terminavam com Piqué, um gigante na zaga catalã, afastando de cabeça.

Ao som do apito final, a torcida inglesa aplaudiu o esforço de seus jogadores, mas sabe que terá que terá que torcer para que o imponderável aconteça no Camp Nou no jogo de volta, assim como aconteceu nas oitavas de final contra o PSG em Paris, se quiser ver seu clube eliminar um Barcelona que se mostrou muito superior em todas as faces do jogo.

Veja também

Conmebol define datas de rodada tripla das Eliminatórias em outubro
Eliminatórias

Conmebol define datas de rodada tripla das Eliminatórias em outubro

Sem lesão, Sabino viaja e reforça Sport contra o Galo
Sport

Sem lesão, Sabino viaja e reforça Sport contra o Galo