Base do Santa teme cancelamento de competições por aperto no calendário

Diretor das categorias de base do Tricolor citou o tracejo de possíveis cenários, caso o calendário para o futebol estadual não comporte as categorias Sub-15 e Sub-17

Estádio do ArrudaEstádio do Arruda - Foto: Alexandre Aroeira/Folha de Pernambuco

O cenário de indefinição, provocado pelo avanço da pandemia do novo coronavírus, tem gerado dúvidas que ultrapassam as decisões a serem tomadas sobre competições disputadas no futebol profissional. Ambiguidades, claro, atingem também as categorias de base de vários clubes brasileiros, que, no momento, seguem sem a certeza acerca da realização de torneios das categorias inferiores, diante do aperto no calendário nacional e, possivelmente, no âmbito estadual. Em contato com a reportagem da Folha de Pernambuco, o diretor das categorias de base do Santa Cruz, Rogério Guedes, mostrou preocupação com a questão.

“Nós da organização da base montamos um cenário para uma coisa e já vamos mudar sem a certeza de que esse terceiro cenário ocorra. Temos três categorias oficiais - Sub-15, Sub-17 e Sub-20 (o Sub-23 é integrado com o Sub-20), mas a gente fica sem saber o que fazer. A gente não sabe se a Federação (Pernambucana) vai manter (as competições) das três categorias. Se não manter as três categorias, pode ser um cenário. Nós da direção já sentamos, pode ser que façam o campeonato só de Sub-20 e teríamos que fazer um plano B com as joias que temos para dar rodagem. Estamos trabalhando com vários cenários", disse.

“O Sub-15 e o Sub-17 do Santa Cruz hoje só participam oficialmente do Campeonato Pernambucano. Então é muito ruim não ter a competição, porque é a competição teoricamente mais importante do ano para os meninos”, completou.

Leia também:
Krona desiste de reduzir patrocínio com o Santa, diz gestor
Santa anuncia extensão do empréstimo de André
Segundo campo do CT do Santa Cruz a poucos passos de ser finalizado

As equipes do Sub-20 e do Sub-23, por outro lado, não passam pela mesma apreensão. Além do Estadual, os pratas da casa disputam a Copa do Nordeste, cada um em sua categoria, o Campeonato Brasileiro de Aspirantes e a Copa São Paulo de Futebol Júnior, que, no caso do Santa Cruz, é disputada com a mesclagem entre os pratas da casa de ambas as categorias. Mesmo assim, apesar de discussões iniciadas sobre possíveis períodos para o retorno das competições - no profissional, e consequentemente com o calendário ajustado para os torneios de base - o cenário é de impasse no Tricolor.

“A gente fica pensando nos atletas, até segurar meninos com potencial, meninos que estão ociosos. Para os atletas que estavam em ascensão, essa paralisação é muito complicada, porque a gente não sabe como ele volta. Uma coisa é o jogador treinando em campo, outra é fazer as atividades em casa”. Segundo Guedes, as joias corais continuam seguindo as recomendações de treino físico repassadas pelas comissões técnicas.

Veja também

Uma Superliga europeia "não seria reconhecida" pela Fifa
Futebol

Uma Superliga europeia "não seria reconhecida" pela Fifa

São Paulo mantém Diniz, mas diretoria cobra reação após goleada para Inter
Campeonato Brasileiro

São Paulo mantém Diniz, mas diretoria cobra reação após goleada para Inter