Copa do Mundo

Bélgica, Alemanha e Holanda querem sediar Mundial Feminino de 2027

Torneio de 2023 foi concedido, pela primeira vez, à Austrália e à Nova Zelândia em junho

Taça da Copa do Mundo FemininaTaça da Copa do Mundo Feminina - Foto: Fifa/Divulgação

Bélgica, Alemanha e Holanda revelaram nesta segunda-feira (19) um plano para sediarem em conjunto a Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2027. Um comunicado emitido pelas associações de futebol dos três países informou que eles já manifestaram sua intenção a Fifa de concorrer, e que prepararão um acordo formal até o final do ano.

"O futebol feminino é conhecido tradicionalmente por seu sentimento forte de comunidade, no qual todas as envolvidas pensam no quadro geral, que é, a saber, desenvolver mais o esporte, tanto dentro quanto fora de campo", disse o comunicado. "O fato de que estejamos tratando deste projeto juntos, como três competidores de futebol, e também como bons vizinhos, combina muito bem com esta filosofia."

"O futebol feminino em nossos países está, de fato, em fases diferentes de desenvolvimento, mas compartilhamos a aspiração de dar um impulso ao esporte nacional e globalmente organizando esta Copa do Mundo", afirmaram.

A última Copa do Mundo de Futebol Feminino foi sediada pela França em 2019, e o torneio de 2023 foi concedido à Austrália e à Nova Zelândia em junho.

A Alemanha já sediou a competição em 2011, e as holandesas foram anfitriãs e campeãs do último Campeonato Europeu de Futebol Feminino, em 2017.

Será a primeira vez que a Bélgica sedia um grande torneio de futebol feminino.

Veja também

No retorno aos ringues, Tyson empata com Roy Jones Jr.
Boxe

No retorno aos ringues, Tyson empata com Roy Jones Jr.

Com arbitragem polêmica, Náutico perde para o Juventude e se afunda no Z4
Série B

Com arbitragem polêmica, Náutico perde para o Juventude e se afunda no Z4