Beto Monteiro busca título da Copa Truck neste domingo

Pernambucano é quem mais venceu na temporada e lidera a classificação geral. Etapa final começa às 14h

Beto Monteiro, piloto pernambucano Beto Monteiro, piloto pernambucano  - Foto: Divulgação

Onze pódios em 16 provas, sendo oito deles na primeira posição, e quatro pole positions. Os números não deixam dúvidas que o pernambucano Beto Monteiro vem sendo o grande nome da atual temporada da Copa Truck, a categoria dos pesados do automobilismo. Após uma década no cockpit da Iveco, ele mudou de ares em 2019. E a estreia no comando do Volksvagen Constellation da RM Motors não poderia estar sendo mais positiva.

“Foram excelentes anos na Iveco, dois títulos, um nacional e um sul-americano, e aí surgiu o convite para esse novo e bom desafio. E foi um casamento perfeito. O caminhão é muito bem acertado, me encaixei muito rápido, logo na primeira etapa, e a equipe é excelente. Nunca fiz uma temporada dessas na Truck. O resultado é fruto do conjunto”, conta Beto, que neste domingo (8) encara a grande final da Copa Truck 2019, com a presença de 25 caminhões no grid e seis pilotos disputando o título de campeão geral. O evento acontece no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, com largada para a primeira prova às 14h05 e para a segunda às 14h48, ambas transmitidas ao vivo pelo SporTV 3.

Beto lidera a classificação geral, com 142 pontos. É seguido por André Marques (AM Motorsport/Mercedes-Benz), com 128, Felipe Giaffone (Usual Racing/Iveco), com 118, Paulo Salustiano (RM Motorsport/VW), com 112, Roberval Andrade (RVR Motorsport/Mercedes-Benz), com 110, e Leandro Totti (PPD Motorsport/Mercedes-Benz), com 110. Para se sagrar campeão da temporada, o pernambucano precisa somar 27 pontos, o que equivale a vencer uma bateria e chegar até em sexto em outra. Mas ele não se atém a pontos.

“Estamos trabalhando muito para levar esse título. A estratégia é vencer tanto a corrida, quanto o campeonato, não ficar pensando em ponto, em regulamento. A preparação segue o padrão das outras corridas, chegar para vencer”, diz ele, que elege as provas de Goiânia (1ª etapa) e Rivera/URU (6ª etapa) como as mais marcantes. “Todas as provas foram especiais, mas destaco essas por ter vencido as duas provas do fim de semana.”

Veja também

Santa terá três baixas por Covid-19 para a 'decisão' diante do Brusque
Santa Cruz

Santa terá três baixas por Covid-19 para a 'decisão' diante do Brusque

Golfista argentino procurado pela Interpol é detido no Rio
Golfe

Golfista argentino procurado pela Interpol é detido no Rio