A-A+

Bivar desabafa sobre situação do Sport: 'dá vontade de chorar'

Em entrevista à Rádio Jornal, atual presidente rubro-negro ainda afirmou ter vontade de "matar conselheiro na porrada"

Milton Bivar, presidente do SportMilton Bivar, presidente do Sport - Foto: Divulgação

A atual situação financeira do Sport vem deixando o presidente Milton Bivar revoltado. Nesta quinta-feira (20), em entrevista concedida para a Rádio Jornal, o mandatário rubro-negro afirmou ter "vontade de chorar" e "matar na porrada", dirigentes que lhe antecederam na gestão do clube.

"Tem dia que dá vontade de chorar. É muita coisa, quebraram o clube de uma forma semi-programada. Estavam com raiva do clube e fizeram isso. A pessoa sem ter um motivo maior não faria isso. O que dói mais, é não conseguir atender a torcida sobre Diego Souza e André. Sou cobrado diariamente em todos os lugares que eu vou, por fruto de uma campanha caluniosa", desabafou o presidente.

Assim como em 2019, o Sport iniciou o ano afirmando trabalhar com um orçamento apertado. Desde que assumiu o clube no ano passado, Bivar vem trabalhando para diminuir as dívidas que encontrou em sua chegada. Somados, os débitos a curto prazo chegam em torno de R$ 125 milhões.

O atual presidente leonino fez questão de criticar os conselheiros do clube nas gestões de Arnaldo Barros e Humberto Martorelli. Em ano eleitoral pelos lados da Ilha do Retiro, Bivar deixou claro que não pretende manchar sua história no Sport.

Leia também:
Acordo fechado pelo Sport não quita dívidas por Rithely
Barcía quer ganhar ritmo de jogo para atingir ápice


"Às vezes passa pela minha cabeça, dá um surto. Fico triste mesmo. Parte de conselheiros, que sabem de matemática e tiveram muita culpa porque eram da época de Arnaldo e Martorelli. Eles deixaram chegar nessa situação. São tão cínicos, cabra safados, tão canalha, e ainda ficam criticando a diretoria. Dá dois tipos de raiva: uma vontade de matar na porrada. Outra é que eu vou sair daqui, mas não posso. Porque sei que a maioria do torcedor é humilde e entende a situação", ressaltou.

Sobre a dívida do clube com Rithely, o presidente foi na linha do vice Carlos Frederico, e afirmou não saber "quem teve acesso a documentação". 
 

Veja também

Barcelona apresenta balanço com prejuízo superior a R$ 3 bilhões
Espanha

Barcelona apresenta balanço com prejuízo superior a R$ 3 bilhões

Após greve de três dias, jogadores voltam aos treinos no Cruzeiro
SÉRIE B

Após greve de três dias, jogadores voltam aos treinos no Cruzeiro