Botafogo, Fluminense, Santos e CBF lamentam morte de ex-lateral

Carlos Alberto Torres morreu nesta terça-feira (25), no Rio de Janeiro, vítima de um enfarte

A deputada federal Shéridan (PSDB-RR)A deputada federal Shéridan (PSDB-RR) - Foto: Alex Ferreira/Câmara dos Deputados

A morte de Carlos Alberto Torres aos 72 anos, nesta terça-feira (25), causou uma comoção nacional nas redes sociais. As primeiras homenagens que apareceram foram dos clubes que o histórico lateral direito da seleção brasileira, capitão do tricampeonato mundial em 1970, vestiu a camisa e fez história.

O Botafogo publicou uma nota de pesar em seu site oficial lamentando a morte do ex-atleta, que faz parte do Time do Século 20 do Botafogo. Outro clube marcante da carreira do jogador, o Santos publicou uma foto antiga dele, agradecendo tudo o que o "Capita" fez pelo futebol. Em nota oficial, destacou as 445 partidas com a camisa alvinegra e o chamou de o maior lateral direito de sua história.

O Fluminense, clube que revelou o jogador ao esporte, se manifestou por meio do presidente Peter Siemsen, que o chamou de um dos "maiores laterais da história do futebol mundial" e disse que ele tinha "sangue tricolor".
A CBF foi a última a se manifestar, anunciando que o velório da "lenda seleção brasileira" será em sua sede, no Rio.

Outros clubes do futebol nacional também prestaram homenagem ao jogador, que também teve êxito na carreira como treinador. O Flamengo, por exemplo, agradeceu a passagem dele como técnico do clube. Abaixo, as íntegras das notas de Botafogo, Santos e CBF:

BOTAFOGO
"É com profundo pesar que o Botafogo lamenta a morte do ídolo Carlos Alberto Torres, na manhã desta terça-feira, aos 72 anos, no Rio de Janeiro, vítima de enfarto fulminante. Capitão do Tri Mundial do Brasil na Copa do Mundo de 70, Capita, como conhecido carinhosamente, marcou o seu nome na história do clube. Integra o Time do Século XX do Botafogo, sendo conhecido pelo potente chute de pé direito. Carioca e nascido em 17 de julho de 1944, Capita destacou-se também como técnico. Em 1993, fez história ao levar o Botafogo a conquistar a Taça Conmebol (Sul-Americano) para orgulho dos alvinegros.

O Botafogo de Futebol e Regatas decreta luto oficial e hasteia sua bandeira a meio-mastro na sede de General Severiano. O clube manifesta sua solidariedade aos amigos e familiares do Capita, este ídolo e símbolo alvinegro que nos deixa."

SANTOS
"O Santos FC lamenta o falecimento do ídolo Carlos Alberto Torres, que tinha 72 anos. Ele jogou 445 partidas e marcou 40 gols, no período de 1965 a 1975, e é considerado o melhor lateral direito da história do Alvinegro Praiano. O Clube decretou luto oficial de três dias.

Carlos Alberto Torres conquistou os seguintes títulos: Campeão Brasileiro nos anos de 1965 e 1968, Campeão do Torneio Rio-São Paulo em 1966, Campeão Paulista nos anos de 1965/1967/1968/1969 e 1973, Campeão da Recopa Sul-Americana e Mundial em 1968. Enquanto esteve no Santos FC jogou na Seleção Brasileira 61 partidas, marcando 09 gols. Na Copa do Mundo de 1970 levantou como capitão da equipe a taça de campeão mundial."

CBF
"Com enorme pesar, a CBF lamenta que o mundo do futebol tenha sido surpreendido, nesta terça-feira (25), pelo falecimento de Carlos Alberto Torres. Lenda da Seleção Brasileira, o Capitão do Tricampeonato de 1970 morreu no Rio de Janeiro, vítima de um infarto. O velório será realizado no prédio da CBF, na Barra da Tijuca. Os detalhes serão informados em breve.

O presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, declarou luto oficial de três dias. As bandeiras da sede da entidade estão a meio-mastro. Todas as partidas das competições organizadas pela CBF terão 1 minuto de silêncio.

Aos 72 anos, Carlos Alberto Torres deixa um enorme legado de conquistas e colaboração intensa para o desenvolvimento do nosso futebol. Obrigado, Capita. Sua história estará para sempre entre nós."

Veja também

Defensivo, Sport se segura no Mineirão e empata em 0x0 com o Atlético/MG
Futebol

Defensivo, Sport se segura no Mineirão e empata em 0x0 com o Atlético/MG

Na estreia de Cavani no Inglês, Manchester United e Chelsea empatam
Futebol

Na estreia de Cavani no Inglês, Manchester United e Chelsea empatam