Brasil e Peru reeditam final da Copa América em amistoso

Seleções que decidiram o torneio continental, em julho, se enfrentam à meia-noite desta quarta, nos Estados Unidos

Richarlison e Casemiro disputaram a última Copa América, quando o Brasil bateu o Peru na finalRicharlison e Casemiro disputaram a última Copa América, quando o Brasil bateu o Peru na final - Foto: Michael Reaves/AFP

Não faz muito tempo que a Seleção Brasileira deu um basta à má fase dos últimos anos. Há pouco mais de dois meses, a Canarinho batia o Peru por 3x1, no Maracanã, e conquistava a Copa América 2019. Na madrugada desta quarta-feira, à 0h, as duas equipes voltam a se encontrar. Desta vez, a ocasião e o palco do duelo são completamente diferentes. O embate acontecerá em Los Angeles (EUA) e o jogo tem apenas caráter amistoso, da mesma forma que ocorreu na última sexta-feira, quando Brasil e Colômbia empataram por 2x2, em Miami, também nos Estados Unidos.

O principal destaque do Brasil, como não poderia ser diferente, é novamente Neymar. O astro havia perdido a última Copa América por lesão e entrou em crise com o seu clube, o Paris Saint-Germain, ao tentar uma saída para o Barcelona. No entanto, parece que o inferno astral do craque dá uma trégua quando o atacante enverga a camisa 10 amarela. No jogo contra a Colômbia, coube ao jogador fornecer a assistência para Casemiro, no primeiro gol. Depois no segundo tempo, também saiu dos seus pés o gol de empate, quando a Canarinho estava em desvantagem no placar.

Leia também:
Neymar vai enfrentar Barcelona no tribunal
Neymar quis dar R$ 90 mi para ir ao Barça e manteve Real por perto
Neymar nunca foi um problema na seleção, diz auxiliar de Tite
Tite encara velhas questões na seleção


Foi a primeira vez que o atleta disputou um jogo inteiro desde úlitmo mês de maio. E, como de costume, o técnico Tite rasgou elogios ao desempenho do atacante. "O rendimento de Neymar foi superior às minhas expectativas. Conversávamos sobre ficar de olho nele a partir dos 45 minutos, porque o jogador começa a pensar algo, mas não consegue executar. Mas ele estava pensando e executando, me surpreendeu", explicou o treinador, pouco após o empate contra a Colômbia. Para o jogo, o técnico Tite deve dar mais espaço a jovens como Vinícius Júnior e Lucas Paquetá.

PERU
Diferentemente do Brasil, que empatou o seu amistoso nos EUA dias atrás, o Peru busca recuperação. Afinal, a equipe comandada pelo técnico Ricardo Gareca decepcionou e foi derrotada por 1x0 para o Equador, em Nova Jersey. Para o confronto, o time não terá um de seus principais jogadores, o centroavante Paolo Guerrero. O veterano, de 35 anos, atua pelo Internacional de Porto Alegre e pediu dispensa ao treinador, pois o Colorado disputaria uma vaga na final da Copa do Brasil. No entanto, o que mais incomodou o comandante do escrete peruano foi a atuação contra o Equador. "Reconhecemos que não tivemos claridade, mas o adversário chegou duas vezes a nosso gol e fez um. Então acho que temos que melhorar", analisou o treinador. Uma seleção como a nossa não pode relaxar. Por isso sempre digo que o caminho é difícil, que temos que nos preparar bem, todos os jogos que disputamos são importantes", afirmou o argentino.


FICHA TÉCNICA:

Brasil
Weverton; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva (Militão) e Alex Sandro; Casemiro, Arthur, Lucas Paquetá (Coutinho); Neymar, David Neres e Roberto Firmino. Técnico: Tite.

Peru
Gallese; Advíncula, Santamaría, Abram e Trauco; Tapia, Gonzáles, Costa (Carrillo), Flores e Cueva; Ruidíaz. Técnico: Ricardo Gareca.

Local: Memorial Coliseum, em Los Angeles (EUA)
Horário: 0h (do Recife)
Arbitragem: não divulgada
Transmissão Tv: Rede Globo e SporTV

Veja também

Uefa analisa Liga dos Campeões com mínimo de 10 jogos por time
Liga dos Campeões

Uefa analisa Liga dos Campeões com mínimo de 10 jogos por time

Após ganhar fôlego, Corinthians busca novo salto no Brasileiro
Futebol

Após ganhar fôlego, Corinthians busca novo salto no Brasileiro