Brasil leva sufoco, mas vence segunda no Pré-Olímpico

Brasil precisou de cinco sets para derrotar o Azerbaijão e, agora decidirá vaga para Tóquio com a Rep. Dominicana

[610] Vôlei feminino[610] Vôlei feminino - Foto: Divulgação

A expressão “não existe bobo no futebol” também é válida para o vôlei. Após uma vitória arrebatadora no primeiro set contra o Azerbaijão, na tarde desta sexta-feira (2), na segunda partida do Grupo D do Torneio Pré-Olímpico de vôlei feminino para os Jogos de Tóquio-2020, o Brasil passou sufoco e precisou ir ao tie-break para garantir a segunda vitória na disputa. As centrais foram a válvula de escape para as comandadas de José Roberto Guimarães saíram da desvantagem de 2 sets a 1 e virarem a partida para 3 sets a 2, com parciais de 25/13, 23/25, 21/25, 25/19 e 15/12, em 2h10, na Arena Sabiazinho, em Uberlândia (MG).

O resultado mantém as brasileiras de forma momentânea na liderança do Grupo D, com cinco pontos - três da vitória em cima de Camarões, nesta quinta (1º), e dois do triunfo desta sexta. A decisão ficou para a terceira rodada, mas a seleção brasileira continua dependendo apenas de si para já garantir a classificação à Tóquio-2020. Para isso é necessário vencer a República Dominicana, neste sábado (3), às 10h, pela diferença de dois sets no mínimo. Caso isso não aconteça, o critério de desempate irá selar os destinos das equipes. No outro jogo do grupo, Camarões encontra o Azerbaijão, ambos já sem chances de classificação, uma vez que só o campeão do grupo terá vaga assegurada. Os dois confrontos ocorrem na Arena Sabiazinho.

Leia também: 
Brasil inicia Pré-Olímpico de vôlei nesta quinta (1º)

 

Veja também

Recuperado da Covid-19, Mbappé comanda vitória do PSG sobre o Nice
Campeonato Francês

Recuperado da Covid-19, Mbappé comanda vitória do PSG sobre o Nice

Keno marca três, Atlético-MG bate o Atlético-GO e vira líder
Série A

Keno marca três, Atlético-MG bate o Atlético-GO e vira líder