Copa América

Brasil se impõe e goleia Peru em noite de testes de Tite

Marcaram os gols o lateral esquerdo Alex Sandro, Neymar, o meia Everton Ribeiro e o atacante Richarlison

Neymar marcou seu 68º gol pela Seleção, ficando a nove de Pelé, o maior artilheiro da história do time nacional.Neymar marcou seu 68º gol pela Seleção, ficando a nove de Pelé, o maior artilheiro da história do time nacional. - Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A seleção brasileira venceu com tranquilidade o Peru por 4 a 0 nesta quinta-feira (17), no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela segunda rodada na Copa América, partida usada por Tite para fazer testes na formação da equipe.

O treinador não abriu mão dos dois volantes defensivos, mas alterações feitas no segundo tempo aliviaram a sobrecarga sobre Neymar para criar as jogadas ofensivas. Mais à frente, o atacante marcou seu 68º gol pela seleção, ficando a nove de Pelé, o maior artilheiro da história do time nacional.

Marcaram os gols o lateral esquerdo Alex Sandro, Neymar, o meia Everton Ribeiro e o atacante Richarlison.

Tite colocou como titulares os atacantes Gabriel Barbosa, Everton "Cebolinha", o volante Fabinho e Alex Sandro a fim de observar as opções da equipe.

Mesmo com um adversário considerado fraco –o Peru é o lanterna nas Eliminatórias da Copa do Mundo– o sistema de jogo inicial não funcionou.

No primeiro tempo, a seleção brasileira teve dificuldade em criar jogadas. Sem meias e com dois volantes no time titular, a equipe tinha dificuldades na transição do meio para o ataque.

Neymar ficou sobrecarregado na função de levar a bola do meio ao ataque, enquanto Everton e Gabriel Jesus estavam presos nas pontas do campo. Gabigol, por sua vez, parecia isolado perto da área adversária.

O primeiro gol saiu numa das tentativas de sucesso de Neymar em fazer a transição. Com um toque de calcanhar, encontrou o lateral-esquerdo Alex Sandro sozinho no meio. A jogada se desenvolveu com um cruzamento errado de Everton para, depois, um certo de Gabriel Jesus. O lateral entrou na área e chutou para abrir o placar.

Lance semelhante praticamente não aconteceu mais no primeiro tempo. Fred e Fabinho, presos próximos à defesa, tinham dificuldades em levar a bola a Neymar. O Peru, de forma ineficaz, acabou com maior posse de bola na primeira etapa.

Uma nova chance para o Brasil só voltou acontecer aos 44 minutos quando Alex Sandro de novo fez companhia ao atacante do PSG na área central do campo. Neymar fez boa jogada e deu passe para o lateral-esquerdo dar um chute perigoso sobre o gol peruano.

Tite fez as cinco substituições possíveis após o intervalo. A entrada de Everton Ribeiro e Richarlison melhoraram a criação das jogadas. Mas a principal mudança foi o posicionamento de Fred, que passou a ajudar na transição para o ataque.

Foi dele a assistência para Neymar fazer o segundo gol do jogo. Este foi o quarto jogo seguido em que o atacante do PSG marcou pela seleção.

No fim, aos 43 minutos do segundo tempo, Neymar carregou a bola pelo meio, abriu para Richarlison, que cruzou para Everton marcar dentro da área. Nos acréscimos, o atacante do PSG, da meia-lua, serviu Firmino. Em rebote, Richarlison marcou o quarto.

No segundo tempo, o atacante do PSG passou a ter mais companhia no ataque.

Goleiro venezuelano frustra a Colômbia

Colômbia e Venezuela empataram por 0 a 0 na outra partida do Grupo B na quinta-feira. Os colombianos estiveram no ataque em boa parte do duelo, no estádio Olímpico, em Goiânia, mas não conseguiram superar o goleiro Fariñez, que viveu ótima jornada.

O resultado permitiu que o Brasil assumisse a liderança isolada da chave, com seis pontos. A Colômbia está na segunda colocação, com quatro. A Venezuela, que conquistou seu primeiro ponto, está em terceiro lugar.

O Brasil enfrenta a Colômbia na próxima quarta-feira (23) no Engenhão.

Ficha técnica

Brasil 4 
Ederson; Danilo (Emerson), Éder Militão, Thiago Silva e Alex Sandro (Renan Lodi); Fabinho, Fred e Neymar; Gabriel Jesus (Roberto Firmino), Éverton Cebolinha (Everton Ribeiro) e Gabigol (Richarlison). Técnico: Tite

Peru 0
Gallese; Aldo Corzo, Christian Ramos, Luis Abram e Marcos López; Renato Tapia, Yotún (Alexis Arias), Sergio Peña (Luis Iberico), Cueva (Távara) e André Carrillo; Gianluca Lapadula (Alex Valera). Técnico: Ricardo Gareca

Estádio: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Patricio Loustau (ARG)
Assistentes: Gabriel Chade e Ezequiel Brailovsky (ARG)
Quarto árbitro: Facundo Tello (ARG)
VAR: Mauro Vigliano (ARG)
Cartões amarelos: Gabriel Jesus (BRA); Christian Ramos, Yotún, Távara (PER)
Gols: Alex Sandro (BRA), aos 11'/1ºT; Neymar (BRA), aos 22', Everton Ribeiro (BRA), aos 43', e Richarlison (BRA), aos 46'/2ºT

Veja também

Brasil vence o Egito no futebol masculino e se classifica à semi das Olimpíadas
Jogos Olímpicos

Brasil vence o Egito no futebol masculino e se classifica à semi das Olimpíadas

Série D: Madureira busca reabilitação e São Bento tenta 1ª vitória
Série D

Série D: Madureira busca reabilitação e São Bento tenta 1ª vitória