Brasileirão começa empolgando

Média de mais de três gols por partida e aumento na média de público criam boa expectativa para a Série A 2017

O atacante Miguel Borja, do Palmeiras, foi um dos destaques da primeira rodada, marcando dois golsO atacante Miguel Borja, do Palmeiras, foi um dos destaques da primeira rodada, marcando dois gols - Foto: Marcelo Lambrama/acie/folhapress

O Campeonato Brasileiro 2017 começou a todo vapor no último final de semana. A corrida pelo título de campeão nacional começou quente, com chuva de gols, clubes tradicionais ainda mais fortes, como Palmeiras, Fluminense e Grêmio que largaram na frente. Enquanto isso, surpresas, como Bahia e Ponte Preta, golearam e também tiveram um início animador.

A primeira rodada do Brasileirão Série A foi marcada também pela quantidade de vezes em que a rede balançou. Foram ao todo 28 gols marcados em nove jogos, gerando uma média superior a três por partida. Apenas o jogo entre Avaí x Vitória, realizado no domingo, terminou zerado. A média de 3,1 gols ficou atrás apenas de 2007, quando foram 3,9 tentos de média na rodada. Número quase três vezes maior que no ano passado, quando o número não passou de 1,5. De todos estes tentos, destaque para Miguel Borja (Palmeiras) e Henrique “Ceifador” Dourado (Fluminense), que marcaram dois gols, cada.

Além deles, três nomes que antes estavam longe dos holofotes chamaram a atenção pelos gols marcados duas vezes. O meio-campo Régis, ex-Sport, foi estrela na goleada do Bahia por 6x2 sobre o Atlético/PR. Já o atacante Clayson, que fez seu provável último jogo pela Ponte Preta, foi o pesadelo do time pernambucano na vitória por 4x0 no Moisés Lucarelli, em Campinas. Por fim, o volante Ramiro surpreendeu e marcou os gols do triunfo do Grêmio sobre o Botafogo, na Arena do Grêmio.

Se de um lado os gols fizeram a alegria, do outro a falta deles foi motivo de tristeza. Vasco e Sport foram, de longe, as maiores decepções da rodada. Apesar do Rubro-Negro entrar com time misto, uma goleada por 4x0 certamente não estava nos planos dos torcedores do Leão. Do lado do Vasco, levar também um 4x0 não é nada animador para uma equipe que acabou de ascender à elite do futebol brasileiro.

Público
Tantos gols, defesas, lances polêmicos, foram vistos de perto por uma grande quantidade de torcedores. Ainda maior que em 2016. A média de público da primeira rodada de 2017 foi de 14.121 pessoas por jogo, enquanto que no ano passado, aproximadamente 12.500 torcedores assistiram ao seu time do coração no estádio. Entretanto, a média de 2017 não supera a de 2015, que passou dos 17 mil.

O teste com novos horários pareceu funcionar. No último sábado (13), o Flamengo levou o maior público deste início de Brasileirão, com 42.575 pessoas no Maracanã para ver o empate por 1x1 com o Atlético/MG. Corinthians e Palmeiras mantiveram um número semelhante ao de 2016, com pouco mais de 33 mil pessoas no Allianz Parque e 31 mil na Arena Corinthians, em Itaquera.

Veja também

Acidente aéreo mata piloto, presidente e quatro jogadores do Palmas
Tragédia

Acidente aéreo mata piloto, presidente e quatro jogadores do Palmas

Sport e Bahia fazem clássico nordestino de olho em se distanciar do Z4
Futebol

Sport e Bahia fazem clássico nordestino de olho em se distanciar do Z4