Brasileiros disputam etapa chinesa no vôlei de praia

Etapa quatro estrelas de Jinjiang conta pontos no ranking do Circuito Mundial e na corrida olímpica nacional

Brasileiros estão em disputa por vagas em Tóquio-2020Brasileiros estão em disputa por vagas em Tóquio-2020 - Foto: Divulgação/FIVB

Após a etapa de Itapema (SC), encerrada no último final de semana, as equipes já cruzam o mapa para mais uma etapa do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, em Jinjiang, na China. O evento, que começa nesta terça (21) e vai até domingo (26), é um quatro estrelas e, por isso, também conta pontos para a corrida olímpica entre as duplas brasileiras. Esse atrativo levou várias equipes nacionais para a Ásia - só valem pontos para o ranking olímpico as etapas de quatro e cinco estrelas e o Campeonato Mundial.

O Brasil tem sete duplas já garantidas na fase de grupos, mas esse número pode aumentar para dez após as disputas do country quota e do classificatório, que também terão times nacionais.

No masculino, Pedro Solberg/Vitor Felipe (RJ/PB), Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF) e André/George (ES/PB) partem da fase de grupos, que começa na quinta-feira (23). Já Alison/Álvaro Filho (ES/PB) e Guto/Saymon (RJ/MS) disputam o country quota nesta terça-feira (21), com o vencedor tendo que superar posteriormente adversários no classificatório, na quarta-feira (22), para se unir aos demais times no torneio.

No feminino, Ágatha/Duda (PR/SE), Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Carol Solberg/Maria Elisa (RJ) e Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ, wild card) estão garantidas na fase de grupos. Já Talita e Taiana (AL/CE) disputam o classificatório na quarta e podem aumentar o número de duplas do País se vencerem. Os confrontos ainda serão definidos.

A fase de grupos em Jinjiang terá oito chaves com quatro duplas cada, jogando entre si. Os primeiros colocados avançam direto às oitavas de final (Round 2), enquanto segundos e terceiros disputam uma rodada extra, a repescagem (Round 1), e a partir desta fase, os jogos seguem no formato de eliminatória direta, com oitavas, quartas, semifinais e finais.

Jinjiang recebeu um torneio do Circuito Mundial pela primeira vez em 2018, sem a participação de duplas brasileiras. Na ocasião, os norte-americanos Mayer/Crabb e as japonesas Mizoe/Hashimoto ficaram com a medalha de ouro.

Os torneios do Circuito Mundial são divididos em estrelas (uma até cinco). Jinjiang é o quarto torneio nível quatro estrelas disputado em 2019. Outros cinco desta categoria serão realizados até o final do ano. Será cerca de R$ 1,2 milhão em prêmios para todos os times em disputa, sendo cerca de R$ 80 mil para a dupla campeã de cada naipe. A competição também dará 800 pontos aos campeões em cada naipe.



Veja também

Mesmo desfalcado, Brasil estreia com empate no Mundial de Handebol
Superação

Mesmo desfalcado, Brasil estreia com empate no Mundial de Handebol

Náutico cede Aflitos e CT para serem postos de vacinação contra Covid-19
Coronavírus

Náutico cede Aflitos e CT para serem postos de vacinação