Bruno Mota revela pedidos de Roberto no posicionamento

Meia deve atuar ao lado de Giovanni no setor de armação do Náutico, com Iago e Gilmar na frente

Meia ainda não balançou as redes pelo TimbuMeia ainda não balançou as redes pelo Timbu - Foto: Léo Lemos/Náutico

Ter Giovanni e Bruno Mota, juntos, no setor de armação do Náutico, é um desejo antigo não somente dos torcedores do clube como também do técnico Roberto Fernandes. O treinador já deixou claro que, com a dupla, o Timbu teria um meio-campo dos mais técnicos da competição. Mas o treinador também está atento ao posicionamento dos atletas. No caso de Bruno, o jogador pode ser utilizado como um “falso 9”, diante do Ceará, sexta (25), no Presidente Vargas, pela Série B 2017.

“Ele me pediu para não ficar tão parado e que devo chegar mais perto para fazer tabela. Quando perder a bola, tem de recompor. Não tenho característica de dar bote como Amaral, mas posso fechar os espaços também”, afirmou.

Mais à frente, o Timbu também terá mudanças. Sem contar com Erick, que negocia sua transferência para o Braga, de Portugal, o time deve ter Iago ao lado de Gilmar no ataque.

“Erick é mais armador e Iago é mais agudo, de finalização. Mas não acho que muda tanto. Se jogar eu e Giovanni, armação não será um problema”, explicou.

Veja também

"Vou pensar se saio ou se fico", diz Felipão após livrar Cruzeiro da Série C
Futebol

"Vou pensar se saio ou se fico", diz Felipão após livrar Cruzeiro da Série C

Empresário Josenildo Dody confirma pré-candidatura à presidência do Santa Cruz
Eleições

Empresário Josenildo Dody confirma pré-candidatura à presidência do Santa Cruz