Esportes

Bruno Mota revela pedidos de Roberto no posicionamento

Meia deve atuar ao lado de Giovanni no setor de armação do Náutico, com Iago e Gilmar na frente

Meia ainda não balançou as redes pelo TimbuMeia ainda não balançou as redes pelo Timbu - Foto: Léo Lemos/Náutico

Ter Giovanni e Bruno Mota, juntos, no setor de armação do Náutico, é um desejo antigo não somente dos torcedores do clube como também do técnico Roberto Fernandes. O treinador já deixou claro que, com a dupla, o Timbu teria um meio-campo dos mais técnicos da competição. Mas o treinador também está atento ao posicionamento dos atletas. No caso de Bruno, o jogador pode ser utilizado como um “falso 9”, diante do Ceará, sexta (25), no Presidente Vargas, pela Série B 2017.

“Ele me pediu para não ficar tão parado e que devo chegar mais perto para fazer tabela. Quando perder a bola, tem de recompor. Não tenho característica de dar bote como Amaral, mas posso fechar os espaços também”, afirmou.

Mais à frente, o Timbu também terá mudanças. Sem contar com Erick, que negocia sua transferência para o Braga, de Portugal, o time deve ter Iago ao lado de Gilmar no ataque.

“Erick é mais armador e Iago é mais agudo, de finalização. Mas não acho que muda tanto. Se jogar eu e Giovanni, armação não será um problema”, explicou.

Veja também

Abdias Venceslau deixa cargo de CEO do Santa Cruz
Santa Cruz

Abdias Venceslau deixa cargo de CEO do Santa Cruz

Santa Cruz anuncia a contratação do meia Guilherme Castro
Santa Cruz

Santa Cruz anuncia a contratação do meia Guilherme Castro