Buffon confirma jogo de despedida da Juve no sábado

Aos 40 anos, o goleiro Buffon não confirmou, porém, se é um adeus também do futebol, já que recebeu boas propostas

Aos 40 anos, Buffon se despediu da JuveAos 40 anos, Buffon se despediu da Juve - Foto: Marco Bertorello/AFP

O goleiro Gianluigi Buffon anunciou, nesta quinta-feira (17), que, após 17 anos defendendo a Juventus, se despedirá do clube no próximo sábado (19), no duelo contra o Verona, às 10h (de Brasília), pelo Campeonato Italiano. O arqueiro de 40 anos, no entanto, disse ainda não ter tomado uma decisão sobre a aposentadoria.

"Sábado será o meu último jogo pela Juventus e terminar esta jornada com duas taças e com o presidente e todo o mundo da Juventus ao meu lado será muito especial", disse em entrevista, referindo-se às conquistas do Campeonato Italiano e da Copa da Itália. "Tenho orgulho de ter jogado com o melhor da minha capacidade até agora, com performances que beneficiaram a mim e a este clube. Eu tomo essa decisão em um estado de espírito calmo e feliz", completou.

Leia também:
Em amistosos, Buffon terá despedida da seleção italiana
Buffon completa 40 anos e ganha homenagem da Juventus
Buffon chora e confirma adeus à seleção da Itália
Juventus conquista hepta consecutivo do Campeonato Italiano
Juventus atropela o Milan e conquista o título da Copa da Itália
Itália empata e fica fora da primeira Copa desde 1958

Sobre o futuro, Buffon admitiu que existe a possibilidade de continuar atuando por um outro clube, mas não na Itália. Ele ainda avalia propostas para trabalhar em cargos diretivos, inclusive um do presidente da Juventus, Andrea Agnelli. A decisão deve ser tomada na próxima semana. "Projetos? Sábado eu vou jogar um jogo e esta é a única coisa certa. Com Agnelli há um diálogo contínuo, ele sabe tudo o que está acontecendo comigo. Até 15 dias atrás eu tinha certeza que eu iria parar, agora eu acho que há algumas propostas estimulantes, dentro e fora do campo. Andrea Agnelli me enviou o mais importante fora do campo. Na próxima semana, após 2 ou 3 dias de reflexões, tomarei uma decisão final, que será a que gritará meu temperamento. Se eu tivesse que continuar, definitivamente não será na Itália", afirmou.

Buffon chegou à Juventus em 2001, depois de se destacar no Parma, em uma transferência recorde para um goleiro na época: 52 milhões de euros. Nestes 17 anos no clube, o goleiro conquistou nove edições do Campeonato Italiano -seriam 11 se os títulos de 2004/05 e 2005/06 não fossem retirados do clube pelo caso de corrupção- e quatro da Copa da Itália. Ele, porém, se despedirá sem conquistar um de seus maiores objetivos, a Liga dos Campeões, torneio no qual foi vice-campeão três vezes. Na seleção italiana, Buffon chegou à glória em 2006, quando conquistou o tetracampeonato com a Itália. A queda nas Eliminatórias para a Copa em 2017 significou uma despedida temporária do goleiro ao time nacional, já que três meses após dizer que havia se aposentado da seleção ele participou de amistosos em março.

Veja também

Conmebol vacina jogadores do Atlético-GO contra Covid no Paraguai
Futebol

Conmebol vacina jogadores do Atlético-GO contra Covid no Paraguai

Por 'inviabilidade', Clássico das Emoções não terá VAR; semifinal terá arbitragem FIFA
Campeonato Pernambucano

Por 'inviabilidade', Clássico das Emoções não terá VAR; semifinal terá arbitragem FIFA