Cabeça de chave, Nadal rechaça favoritismo em Madrid

Nº 1 do mundo, o espanhol Rafael Nadal inicia o Masters 1000 de Madri embalado por importantes conquistas recentes

Rafael Nadal, tenista espanholRafael Nadal, tenista espanhol - Foto: Yann Coatsaliou/AFP

O espanhol Rafael Nadal garantiu, nesta segunda-feira, não estar preocupado com o favoritismo no Masters 1000 de Madri, torneio do qual é o atual campeão, afirmando que só espera realizar o melhor papel possível. "Eu já disse mil vezes, não me preocupa ser ou não ser favorito, tento chegar da melhor maneira possível ao dia do jogo", declarou Nadal, em coletiva de imprensa na véspera de estrear no torneio madrilenho.

"Eu tenho jogado em bom nível, as coisas saíram muito bem, estou feliz de como venho jogando. Fui melhor que os outros, mas isso não me garante ser melhor aqui", afirmou o espanhol, atual número 1 do mundo segundo o ranking da ATP.  "É preciso ter respeito máximo por todos os adversários, você pode perder ou ganhar", Nadal, cinco vezes campeão do Masters 1000 de Madri, que busca dar sequência à gira de sucesso no saibro europeu, no qual conquistou recentemente os títulos em Monte Carlo e Barcelona.

Leia também:
Rafael Nadal vence em Barcelona pela 11ª vez
Pela 11ª vez, Nadal vence o Masters de Monte Carlo
Rafael Nadal e S. Halep lideram rankings de tênis

Nadal inicia sua campanha em Madri direto na segunda rodada, contra o vencedor do duelo entre Gael Monfils e o qualifier Nikoloz Basilaschvili, da Geórgia. Nas oitavas, um provável duelo com o argentino Diego Schwartzman. Se passar, nas quartas pode encontrar Dominic Thiem. "Em Monte Carlo e Barcelona eu tinha mais controle das situações de jogo, aqui essas sensações são difíceis de encontrar, o quique da bola... Para todos é difícil", analisou Nadal, insistindo que "sempre é especial jogar em casa, a relação com o público é difícil de descrever, é muito especial". 

O espanhol vem embalado com as conquistas do Masters 1000 de Monte Carlo e no ATP 500 de Barcelona, confirmando a expectativa por um bom rendimento na gira do saibro, piso no qual é considerado Rei. A temporada na terra batida terminará no icônico Grand Slam de Roland Garros, que tem início no dia 21 de maio. 

Veja também

Sport recusa proposta de clube coreano por Mikael
Sport

Sport recusa proposta de clube coreano por Mikael

Em recuperação da Covid, Renan Dal Zotto passa períodos sem ventilação mecânica
Coronavírus

Em recuperação da Covid, Renan Dal Zotto passa períodos sem ventilação mecânica