Esportes

Camisa talismã de G. Jesus fica sem herdeiro no Palmeiras

Com o atacante no Manchester City, nenhum outro atleta do elenco se dispôs a vestir a camisa 33

Gabriel Jesus atuou pelo Palmeiras em 2016Gabriel Jesus atuou pelo Palmeiras em 2016 - Foto: Reprodução/Instagram

O torcedor do Palmeiras acostumou-se a carregar nas costas um número peculiar para o futebol. Desde 2015, Gabriel Jesus alcançou o posto de xodó e tornou o número 33 popular entre os palestrinos. Com o atacante no Manchester City, nenhum outro atleta do elenco se dispôs a carregar a identificação do último xodó palmeirense.

Gabriel Jesus vestiu o número 33 graças a uma sugestão da assessoria de imprensa palmeirense. Com ele, cresceu dentro do departamento profissional e deixou o clube com dois títulos: Copa do Brasil 2015 e Campeonato Brasileiro 2016.

Resta apenas a apresentação de Alejandro Guerra para o Palmeiras fechar devidamente o grupo de novos atletas. O meio-campista venezuelano optou por vestir a camisa 18, mesmo número utilizado na campanha vitoriosa da Copa Libertadores do ano passado pelo Atlético Nacional-COL.

Dos novos reforços, Felipe Melo é quem mais se aproxima do 'legado' deixado por Gabriel Jesus. O volante, principal estrela palmeirense para a temporada, usará o 30 em 2017 tanto no Campeonato Paulista quanto na Copa Libertadores (a competição sul-americana limita os jogadores até o número 30). Contratado para a vaga de Gabriel Jesus, por se assemelhar a algumas características da revelação palmeirense vendida por mais de R$ 110 milhões ao Manchester City, Willian usará o número 29 pelo clube de Palestra Itália.

Nenhum outro atleta presente no elenco pediu a camisa 33, que permanece como única pela trajetória meteórica de Gabriel Jesus. De revelado pelo clube, o atacante se tornou destaque na conquista do Campeonato Brasileiro e acabou negociado com a equipe comandada por Pep Guardiola.

Dos remanescentes da conquista nacional no ano passado, poucos optaram pela troca de números: Moisés foi presenteado com a 10; Jean, definitivamente lateral-direito, usará a 2; Alecsandro se tornou o camisa 9 e Erik vestirá a 14 nesta temporada.

O Palmeiras também modificou a numeração dos goleiros com exceção a Fernando Prass, que segue com a 1. Jailson (14), Vinicius Silvestre (42) e Daniel Fuzato (51) carregarão os anos de três acontecimentos importantes do clube: fundação, Arrancada Heroica e Copa Rio, respectivamente.

Confira os números dos novos contratados do Palmeiras:

 Fabiano (22)
Antônio Carlos (25)
Felipe Melo (30)
Michel Bastos (15)
Alejandro Guerra (18)
Raphael Veiga (20)
Hyoran (28)
Keno (27)
Willian (29)

Veja também

Após oito meses parado, Bryan comemora retorno aos gramados
Futebol

Após oito meses parado, Bryan comemora retorno aos gramados

Lucas Silva pede foco para melhorar ataque: "tem que chegar uma vez e já fazer o gol"
Futebol

Lucas Silva pede foco para melhorar ataque: "tem que chegar uma vez e já fazer o gol"