Camisa talismã de G. Jesus fica sem herdeiro no Palmeiras

Com o atacante no Manchester City, nenhum outro atleta do elenco se dispôs a vestir a camisa 33

Gabriel Jesus atuou pelo Palmeiras em 2016Gabriel Jesus atuou pelo Palmeiras em 2016 - Foto: Reprodução/Instagram

O torcedor do Palmeiras acostumou-se a carregar nas costas um número peculiar para o futebol. Desde 2015, Gabriel Jesus alcançou o posto de xodó e tornou o número 33 popular entre os palestrinos. Com o atacante no Manchester City, nenhum outro atleta do elenco se dispôs a carregar a identificação do último xodó palmeirense.

Gabriel Jesus vestiu o número 33 graças a uma sugestão da assessoria de imprensa palmeirense. Com ele, cresceu dentro do departamento profissional e deixou o clube com dois títulos: Copa do Brasil 2015 e Campeonato Brasileiro 2016.

Resta apenas a apresentação de Alejandro Guerra para o Palmeiras fechar devidamente o grupo de novos atletas. O meio-campista venezuelano optou por vestir a camisa 18, mesmo número utilizado na campanha vitoriosa da Copa Libertadores do ano passado pelo Atlético Nacional-COL.

Dos novos reforços, Felipe Melo é quem mais se aproxima do 'legado' deixado por Gabriel Jesus. O volante, principal estrela palmeirense para a temporada, usará o 30 em 2017 tanto no Campeonato Paulista quanto na Copa Libertadores (a competição sul-americana limita os jogadores até o número 30). Contratado para a vaga de Gabriel Jesus, por se assemelhar a algumas características da revelação palmeirense vendida por mais de R$ 110 milhões ao Manchester City, Willian usará o número 29 pelo clube de Palestra Itália.

Nenhum outro atleta presente no elenco pediu a camisa 33, que permanece como única pela trajetória meteórica de Gabriel Jesus. De revelado pelo clube, o atacante se tornou destaque na conquista do Campeonato Brasileiro e acabou negociado com a equipe comandada por Pep Guardiola.

Dos remanescentes da conquista nacional no ano passado, poucos optaram pela troca de números: Moisés foi presenteado com a 10; Jean, definitivamente lateral-direito, usará a 2; Alecsandro se tornou o camisa 9 e Erik vestirá a 14 nesta temporada.

O Palmeiras também modificou a numeração dos goleiros com exceção a Fernando Prass, que segue com a 1. Jailson (14), Vinicius Silvestre (42) e Daniel Fuzato (51) carregarão os anos de três acontecimentos importantes do clube: fundação, Arrancada Heroica e Copa Rio, respectivamente.

Confira os números dos novos contratados do Palmeiras:

 Fabiano (22)
Antônio Carlos (25)
Felipe Melo (30)
Michel Bastos (15)
Alejandro Guerra (18)
Raphael Veiga (20)
Hyoran (28)
Keno (27)
Willian (29)

Veja também

Gallo é regularizado e comanda Santa no Clássico das Emoções
Santa Cruz

Gallo é regularizado e comanda Santa no Clássico das Emoções

Taison de volta ao Inter e Walter no São Caetano: confira as movimentações do mercado da bola
Futebol

Taison de volta ao Inter e Walter no São Caetano: confira as movimentações do mercado da bola