Campanha com o Santa Cruz pode abrir portas para Adriano Teixeira

Técnico foi indagado sobre a chance de assumir o comando para a temporada 2017 e preferiu manter a cautela

Carlos Siqueira é presidente do PSBCarlos Siqueira é presidente do PSB - Foto: Divulgação

 

Uma sequência de sete derrotas na Série A do Campeonato Brasileiro abalaria qualquer possibilidade de motivação. Este era o cenário no dia da confirmação da saída de Doriva do Santa Cruz. O adeus do ex-técnico coral, no entanto, abriu as portas para um trabalho interino do auxiliar Adriano Teixeira. Nos dois jogos da equipe sob nova tutela, mudança tática e melhora de resultados - um empate e uma vitória. Quatro pontos que, até o momento, adiaram o rebaixamento Tricolor para a Série B. E que também significam uma possibilidade de continuidade de Adriano no clube ao término do Brasileirão.

Logo quando assumiu interinamente o time, Adriano foi indagado sobre a chance de assumir o comando para a temporada 2017 e preferiu manter a cautela. “Vamos esperar o decorrer das coisas. Não dá para fazer previsão dentro do futebol. Tem gente que faz projeções e não aguenta três meses. Vou no jogo a jogo, treino a treino e vou esperar o que vai ser definido”, disse.

Nos bastidores, a diretoria do Santa Cruz tem trabalhado pela contratação de um novo treinador. Pouco se sabe, até o momento, sobre os nomes cogitados. A intensificação na procura deve acontecer após o termino das competições deste ano. Adriano já teve várias experiências como treinador do Santa Cruz, mas todas em períodos curtos - esta é a primeira vez que poderá fazer mais de dois jogos consecutivos à frente do elenco. Em 2007, quando era zagueiro do time coral, exerceu o papel de treinador e capitão nos dois últimos jogos da Série B - derrotas de 2x0 para o Criciúma e de 3x2 para o Coritiba.

Em 2014, voltou ao clube como auxiliar técnico e comandou o time mais uma vez, entre a saída de Sérgio Guedes e a chegada de Oliveira Canindé. Foi no empate em 1x1 com o Icasa/CE, pela Série B, no Arruda. Este ano, mais uma vez, esteve no comando interino em dois jogos consecutivos, com a saída de Marcelo Martelotte: o empate em 0x0 com o América/PE, pelo Campeonato Pernambucano, e a vitória por 1x0 sobre o Ceará, pela Copa do Nordeste. Quando o treinador era Milton Mendes, Adriano ficou no papel de técnico outras duas vezes: quando o time bateu o Vitória da Conquista/BA, por 2x0, pela Copa do Brasil e também na vitória por 2x1 sobre o Campinense/PB, na Copa do Nordeste. “Estou aqui para isso. Sou funcionário do clube e vou me dedicar ao máximo para fazer o meu trabalho”, afirmou o treinador.

 

Veja também

Tite convoca Paquetá para o lugar de Coutinho na seleção brasileira
Seleção Brasileira

Tite convoca Paquetá para o lugar de Coutinho na seleção brasileira

Tite chama Paquetá para substituir Philippe Coutinho
Eliminatórias da Copa

Tite chama Paquetá para substituir Philippe Coutinho