Campeão olímpico, Ricardinho anuncia aposentadoria

Ricardinho foi o levantador titular do ouro olímpico da seleção masculina nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004

Em 2007, Ricardinho foi cortado da seleção para o Pan-Americano do Rio em um episódio obscuroEm 2007, Ricardinho foi cortado da seleção para o Pan-Americano do Rio em um episódio obscuro - Foto: Reprodução/Facebook

Um dos jogadores mais vitoriosos da história do vôlei brasileiro, o levantador Ricardinho, 42, confirmou nesta quarta-feira (18) que se aposentou das quadras e seguirá como presidente do clube Maringá, onde atuou na última temporada. Ricardinho foi o levantador titular do ouro olímpico da seleção masculina nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004. Também conquistou o bicampeonato mundial em 2002 e 2006 e foi hexacampeão da Liga Mundial de Vôlei (2001, 2003, 2004, 2005, 2006 e 2007), sendo eleito o melhor jogador do torneio em 2007.

Em 2007, Ricardinho foi cortado da seleção brasileira às vésperas do Pan-Americano do Rio de Janeiro por Bernardinho e substituído por Bruno Rezende. O motivo jamais foi confirmado publicamente pelo treinador. O levantador só retornou à equipe cinco anos depois, quatro meses antes da Olimpíada de Londres, na qual o Brasil ficou com a medalha de prata.

Leia também:
Campeão olímpico, Dante será candidato a deputado federal
Morre Bebeto de Freitas, da 'geração de prata' do vôlei
'O vôlei no Brasil existe antes e depois de Bebeto', diz Kalil

"Foi uma decisão tomada. Não foi de última hora, já vinha pensando. Decidi me dedicar 100% não só ao projeto social, mas quanto à equipe principal. Realmente fora de quadra. O corpo está 100%, estou voando, a cabeça está voando. Mas foi uma decisão que tive de tomar. E tomei. É o que tem de ser feito. Não tem muito o que questionar", afirmou Ricardinho ao site GloboEsporte.com. A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) publicou em seus perfis nas redes sociais um agradecimento ao levantador. "Após o anúncio da aposentadoria, só podemos fazer uma coisa: muito obrigado, Ricardinho!"

Considerado um dos melhores levantadores da história do vôlei, Ricardinho explicou que, apesar do seu trabalho no Maringá ser focado na formação de levantadores, ele não pretende ser treinador. "Meu foco é lapidar levantadores. Com certeza, foco totalmente nos levantadores. E na parte administrativa, buscando recursos para manter o Maringá sempre na Superliga A", disse Ricardinho.

Veja também

Argentina derrota Paraguai e assume ponta do Grupo A
Copa América

Argentina derrota Paraguai e assume ponta do Grupo A

Paraguai aposta na sua capacidade defensiva para surpreender na Copa América
Copa América

Paraguai aposta na sua capacidade defensiva para surpreender na Copa América