Camutanga destaca chegada de Goiano e reforça meta por acesso

Mesmo sem ter trabalhado com o profissional, Camutanga elogiou o novo treinador e destacou que o Náutico não pensa apenas em fugir do rebaixamento

Camutanga jogou 37 partidas pelo NáuticoCamutanga jogou 37 partidas pelo Náutico - Foto: Anderson Stevens

Novo técnico, vida nova. A contratação de Márcio Goiano para o comando do Náutico para a sequência da Série C 2018 é tratada como o sopro de esperança do time, lanterna do Grupo A, para uma reação no torneio. O treinador ainda não desembarcou no clube, mas já ganhou elogios de seus futuros comandados, como o zagueiro Camutanga.

“Conheço um pouco do trabalho dele, mesmo sem ter trabalhado antes. Chegou à final por duas vezes no campeonato goiano e espero que ele venha nos ajudar. Estamos incomodados com a atual situação e precisamos ganhar no domingo para voltar a termos a confiança que tínhamos no Pernambucano”, afirmou o defensor.

A vinda de um novo técnico, na visão de Camutanga, pode também aumentar a concorrência entre os titulares. Mas nada que incomode o atleta. “Todos estão trabalhando, buscando seu espaço. Ele estava acompanhando o clube e sabe da qualidade de todos. Quem ele colocar, vai dar seu melhor para buscar essa vitória em casa”, reforçando a obrigação de o Timbu reagir no torneio.

Leia também:
Márcio Goiano é o novo técnico do Náutico
Goiano explica perfil como treinador e analisa Série C

“O Pernambucano foi um titulo importante, mas também queremos colocar o Náutico na Série B. Essa é a prioridade. Temos essa responsabilidade com o clube e vamos trabalhar junto com o novo treinador para se adaptar à filosofia de trabalho dele”, completou.

Lanterna do Grupo A, com apenas quatro pontos, o Náutico nem de longe briga atualmente pelo G4 da chave. As estimativas matemáticas apontam que a equipe precisaria de pelo menos mais sete vitórias nos próximos 12 jogos para manter vivo o sonho de voltar à Série B. Meta difícil, mas não descartada.

“Se a gente for olhar a tabela, o quarto colocado tem nove pontos. Teremos esse jogo em casa e precisamos vencer o Globo. Temos ainda três partidas na fase para pontuar. É nossa obrigação vencer em casa. Série C é um campeonato curto e precisamos pensar matematicamente também. Mas não é só pensar, precisamos ganhar. Nosso pensamento é sair da zona de perigo primeiro. Com duas vitórias, nós poderemos focar no G4”, disse.

“Se for para buscar 25 ou 30 pontos, nós vamos. Não podemos adiar mais. O grupo todo está ciente disso. A diretoria está cumprindo com suas obrigações e agora é hora de a gente voltar a vencer. Queremos a torcida do nosso lado”, finalizou.

Veja também

Superliga europeia fica ameaçada de ruir dois dias após ser criada
Futebol Internacional

Superliga europeia fica ameaçada de ruir dois dias após ser criada

Superliga é criticada por 14 clubes da primeira divisão inglesa
Futebol Internacional

Superliga é criticada por 14 clubes da primeira divisão inglesa