Capitão, Vítor quer dividir posto de líder

Veterano lateral-direito é a voz do técnico Vinícius Eutrópio

Vitor, 34 anos, em ação pelo Santa CruzVitor, 34 anos, em ação pelo Santa Cruz - Foto: Anderson Stevens/Arquivo Folha

Remanescente do título no Nordestão, o lateral-direito Vítor é também o mais experiente do grupo, aos 34 anos, e dono da braçadeira de capitão. Principal voz de Vinícius Eutrópio em campo, o jogador assume o papel de líder ao tentar repassar serenidade para o grupo, especialmente neste começo de temporada. Mas faz questão de dividir o posto de líder, desde hoje, no duelo com o Campinense, com referências como Elicarlos, Júlio César e David.

“Temos boas lembranças do Campinense, mas o momento é outro. Os times são diferentes. Precisamos ter calma para colocar em prática tudo que o professor vem treinando”, incentivou Vítor. E declarou: “A faixa de capitão é detalhe. Temos atletas rodados no grupo e, aqui, todos se cobram e se ajudam. É dessa forma que se constrói a união do time para a conquista de resultados”.

Vítor adiantou, ainda, que as orientações repassadas por Eutrópio são mais voltadas para um estilo de jogo ‘para frente’. De acordo com o jogador, é uma característica natural do elenco tricolor, mas que deve ser executada apenas com a cautela necessária para manter o discernimento de controlar o ímpeto nos momentos que exijam o fechamento de espaços como prioridade.

“Temos facilidade para partir pra cima, mas não podemos nos atirar de todo jeito. Por isso, estamos chegando ao nosso máximo nos treinos. Temos de saber as horas certas de atacar e defender”, disse, voltando a repassar confiança ao elenco. “Estamos preparados”, finalizou.

Veja também

Algoz de Vasco e Bahia, Defensa y Justicia conquista Copa Sul-Americana
Futebol

Algoz de Vasco e Bahia, Defensa y Justicia conquista Copa Sul-Americana

Confira a vitória do Flamengo sobre o São Paulo por 79 a 71 na final da Copa Super 8
Basquete

Confira a vitória do Flamengo sobre o São Paulo por 79 a 71 na final da Copa Super 8